Cuiabá, sexta-feira, 05/03/2021
18:27:03
informe o texto

Notícias / Política

22/02/2021 às 11:51

Para amenizar críticas ao Bolsonaro, Barbudo dispara contra Mendes

Os ataques foram durante reunião da bancada e propôs inclusive parceria do Estado com Dnit para asfaltar rodovias federais

Da Redação - Alline Marques / Reportagem Local - Camilla Zeni

Para amenizar críticas ao Bolsonaro, Barbudo dispara contra Mendes

Foto: Michel Jesus/Agência Câmara

Para defender o governo federal, o deputado Nelson Barbudo (PSL) resolveu disparar críticas ao governador Mauro Mendes (DEM) e chegou a sugerir que o Estado faça uma parceria com o Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT) para ajudar na obra de pavimentação das BR-158 / 242 e 174. O posicionamento do parlamentar ocorreu durante reunião da bancada federal de Mato Grosso na manhã desta segunda-feira no Hotel Paiaguás.

Barbudo argumentou que a Mendes aumentou o valor do Fethab e outros impostos, agora ostenta R$ 3 bilhões no caixa para investimento, mas são muitos os pedidos de emendas destinados à bancada. A fala foi justamente logo apoio representante da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) pedir recursos para os parlamentares reunidos.

Outro ponto que foi motivo de crítica é com relação aos investimentos para a área de segurança. Barbudo pontuou ainda que junto com o deputado estadual delegado Claudinei, encaminharão um ofício ao governo estadual para saber como estes recursos estão sendo aplicados.

“Aceitamos a duras penas o aumento do Fethab, o agronegócio pagou junto com toda sociedade, aceitou os impostos no nosso lombo. Agora nós parlamentar pagar a conta da segurança, ingerência. Enquanto não havia recurso no caixa, ok, vamos ajudar, agora com 3 bilhões no caixa, um deputado federal que tem os municípios para atender, é injusto. Vamos fazer a distribuição do dinheiro do caixa. Dinheiro é do povo, governador é o gestor”, declarou.

Ainda sobre a situação das rodovias federais, que aliás é pauta todo ano nesta época de colheita e chuva por conta por conta dos atoleiros e congestionamento, Barbudo fez questão de defender seu ídolo, o presidente Jair Bolsonaro, e por tabela o também ministro de Infraesturtura, Tarcísio Freitas. Ele argumenta que o governo Federal encontrou o caixa quebrado, com zero recursos, e ainda teve de encarar uma pandemia, atrasando os projetos.

Diante disso, ele propõe então que seja feita uma parceria do Estado com Dnit para essas obras, e por outro lado, cobra que vá uma comissão ao governador Mauro Mendes (DEM) cobrar também as obras nas rodovias estaduais.

“Então chegou a hora de lavarmos a roupa suja, não suporto mentira, bancada tem a responsabilidade de cobrar quem de direito, porque o povo mato-grossense não aguenta mais pagar imposto. Paga e não tem retorno. Agora o governador sentado no Palácio tá fazendo o que? Poupança? É BR, é BR, mas povo é MT (rodovias estaduais) e quem tá sofrendo é o povo mato-grossense, vamos juntos, vamos numa grande comissão, mas o governador é autoridade maior do estado, ele que recebe, não sou eu ou outro senador que recebe, não está no caixa do deputado, mas a conta está no lombo do deputado”, criticou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet