Cuiabá, terça-feira, 02/03/2021
00:37:02
informe o texto

Notícias / Política

22/02/2021 às 16:53

Fávero se articula para disputar presidência e quer chapa apenas com novatos

O deputado afirma que esse é o momento de garantir a renovação da Casa de Leis e adianta que se fizerem a dança das cadeiras será para 'enganar trouxa'

Da Redação - Kamila Arruda / Da Reportagem Local - Camilla Zeni

Fávero se articula para disputar presidência e quer chapa apenas com novatos

Foto: Angelo Varela / ALMT

Diante da suspensão da eleição da Mesa Diretora realizada no ano passado, os deputados estaduais se articulam nos bastidores para um novo pleito que deve ser realizado dentro de 48 horas. O primeiro a admitir interesse em concorrer à presidência da Assembleia Legislativa é o deputado Silvio Fávero (PSL).

O parlamentar afirma que já vinha conversando com alguns colegas sobre o seu interesse, uma vez que já era esperada essa decisão por parte do Supremo Tribunal Federal (STF). “Já sabíamos que essa decisão ia sair, era certo como um mais um são dois. A partir desse momento, nós vamos montar uma chapa, eu tenho interesse em concorrer à presidência da assembleia, sem dúvida nenhuma. Agora, vou conversar com alguns colegas, para tentar chegar num denominador comum”, revelou.

O social-liberal afirma que esse é o momento de garantir a renovação da Casa de Leis e, por isso, irá formar uma chapa apenas com parlamentares de primeiro mandato.

"Chegou o momento da renovação. O Supremo diz que precisava renovar, e nós temos 60% dessa Casa. Então, agora chegou a hora realmente dos deputados não terem mais desculpas, é um momento ímpar, que nós temos que pensar na população. Tem que ser pessoas novas. Nada contra o passado, mas chegou o momento de renovação na Assembleia”, enfatizou.

Fávero, inclusive, já discursa como se estivesse em campanha. Ele promete que, se conseguir ser eleito presidente do Parlamento Estadual, irá reduzir o duodécimo dos poderes.

“Estamos atravessando um momento difícil, a Assembleia é uma das instituições mais importante, é aqui que faz as leis, que delibera o duodécimo dos poderes. Precisamos olhar para o duodécimo de todos os poderes. Se eu conseguir chegar lá, vamos reduzir de R$ 150 a R$ 200 mil de duodécimo”, garante o deputado pontuando que os valores deverão ser investidos em Educação e Segurança Pública.

Com relação a possibilidade de os atuais membros da Mesa Diretora virem a apenas reformular a composição dos cargos entre eles, o parlamentar afirma que isso irá manchar a imagem do Parlamento.

“Se isso acontecer não adianta mudar nada. É enganar trouxa. Todos nós temos condições de administrar a Assembleia. Não tem só que trocar, se fizer isso fica feio pra essa casa de leis”, finalizou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet