Cuiabá, terça-feira, 02/03/2021
00:26:20
informe o texto

Notícias / Geral

23/02/2021 às 10:11

Rondonópolis deve ter voo para Brasília a partir do segundo semestre

O objetivo é transformar o aeroporto Marinho Franco em um ponto de recepção e distribuição de cargas

Leiagora

Rondonópolis deve ter voo para Brasília a partir do segundo semestre

Foto: Assessoria

Transformar o aeroporto Marinho Franco em um ponto de recepção e distribuição de cargas para outras regiões do Estado. Esta foi uma das pautas debatidas entre o prefeito José Carlos do Pátio, o vice Aylon Arruda e o deputado estadual Xuxu Dalmolin, que esteve visitando o município nesta segunda-feira (22). 

A reunião realizada no gabinete do prefeito, no Palácio da Cidadania, contou também com a participação do presidente da Acir (Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis), Renato Del Cistia. 

O deputado Xuxu Dal Molim tem se destacado na defesa do fortalecimento da aviação regional. Inclusive, ele teve um importante papel na articulação para que a Gol Linhas Áreas, por meio da VoePASS, confirmasse a operação da rota Sorriso-Rondonópolis-Brasília. 

Segundo o deputado, a previsão é de que esta linha, que interligará o maior produtor de grãos do Estado e o maior centro de logística e transporte de cargas de Mato Grosso com a capital federal, comece a operar no dia 1º de julho deste ano.

“Tivemos uma reunião muito positiva com do deputado no sentido de discutirmos a integração regional através dos aeroportos. O deputado nos confirmou que a Gol prevê iniciar a operação de uma rota que inclui Rondonópolis a partir do segundo semestre. Além disso, debatemos também a implantação de novas rotas e a necessidade do incentivo de aviação de cargas para Mato Grosso", assinalou o Prefeito. 

O chefe do executivo de Rondonópolis comentou que o município é um polo ferroviário e rodoviário de logística de transporte e distribuição de produtos para outras regiões. Conforme ele, a ideia da administração municipal é transformar o Marinho Franco no que é chamado de hub aeroportuário, ou seja, um ponto de recepção e distribuição de cargas. 

"É um projeto grande e ousado, como é Rondonópolis. Queremos que o Marinho Franco se torne um aeroporto de cargas regional, contribuindo assim para tornar Rondonópolis ainda mais fortalecida como protagonista de desenvolvimento econômico", destacou o prefeito. "Discutimos esta ideia com o deputado, que se colocou à disposição para ajudar o município a avançar nesse projeto e também a buscar novas rotas de voos para cidade". 

O vice-prefeito Aylon Arruda destacou que diariamente são distribuídos para outras regiões cerca de quatro mil containers de diversos tipos de produtos pelo terminal ferroviário de Rondonópolis.

"A nossa ideia é aproveitar a nossa logística privilegiada e fazer com que parte disso também possa ser transportado pela via aeroportuária. Com isso, fomentando mais a geração de empregos e atração de novos investimentos para a cidade", destacou. 

O deputado colocou o seu gabinete à disposição para ajudar o município nesse propósito. "O gabinete 115 está a disposição de Rondonópolis!", afirmou Dal Molin. No encontro, ficou definido que o deputado irá agendar reuniões entre o município com as direções de companhias áreas brasileiras para discussão dessa ideia de fortalecimento da aviação regional.

 
Assessoria

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet