Cuiabá, domingo, 11/04/2021
23:55:56
informe o texto

Notícias / Geral

24/02/2021 às 13:00

Casos de malária aumentam 306% em MT e Governo emite alerta

Doença de notificação obrigatória ao Estado, a malária é diagnosticada e tratada inicialmente pela Atenção Primária

Leiagora

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio da Vigilância Epidemiológica Estadual, emitiu alerta aos municípios para o aumento de casos de malária em áreas de garimpo. A malária é uma doença de notificação obrigatória ao Estado, que é diagnosticada e tratada inicialmente pela Atenção Primária dos municípios.

Um comparativo entre o período de janeiro a fevereiro de 2020 (234 casos) e de janeiro a 18 de fevereiro de 2021 (717 casos) aponta o aumento de 306% de casos da doença. De acordo com os dados oficiais, em 2021, houve o registro de um óbito pelo município de Várzea Grande, porém a origem da provável infecção se deu no município de Pontes e Lacerda.

“Alertamos os profissionais de saúde para redobrarem a atenção no diagnóstico e tratamento da malária, dando atenção aos casos suspeitos oriundos de áreas de garimpo e na probabilidade de uma coinfecção com a Covid-19”, destaca a superintendente de Vigilância Epidemiológica da SES-MT, Alessandra de Moraes.

A malária é uma doença infecciosa febril aguda e transmitida pela picada do mosquito Anopheles. Os sintomas são: febre, calafrios, cefaleia, sudorese, mialgia, náuseas e vômitos.

Os sinais de malária grave e complicada são: temperatura de 41 graus, convulsão, vômitos repetidos, dispneia, anemia intensa, hemorragias e alterações de consciência. O diagnóstico precoce e o tratamento correto evitam o agravamento do quadro de saúde e o óbito pela doença.

Os medicamentos utilizados para o tratamento da doença são fornecidos aos 16 Escritórios Regionais de Saúde (ERS) da SES, que realizam a distribuição aos municípios de abrangência territorial.

 
Assessoria

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet