Cuiabá, quarta-feira, 14/04/2021
16:55:54
informe o texto

Notícias / Geral

08/03/2021 às 16:53

MT registra 69 mortes e mais de 2,2 mil casos em um dia

Taxa de ocupação de UTIs continua em 98% e hospitais no interior entram em colapso; Regional de Rondonópolis tem ocupação em 200%

Camilla Zeni

MT registra 69 mortes e mais de 2,2 mil casos em um dia

Foto: Mayke Toscano/Secom

Em meio à sua maior crise de saúde pública, o estado de Mato Grosso registrou, nas últimas 24 horas, 69 mortes em decorrência de complicações provocadas pela covid-19 e mais 2.294 pessoas infectadas com o coronavírus. Os dados foram atualizados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), às 18h desta segunda-feira (8).

Segundo o painel da covid-19, Mato Grosso chegou a 263.410 casos confirmados de covid-19. Desses, 10.531 estão em isolamento domiciliar. O total de recuperados é de 245.066 moradores.

Nessa segunda-feira, Mato Grosso registrou queda quase insignificante na taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) pactuadas: 98,96%, a mesma divulgada no domingo (7). 

Conforme a atualização, até o fim da tarde desta segunda-feira eram 477 pacientes internados em UTIs adulto e 5 em UTIs pediátricos. Também houve bloqueio de quatro leitos de UTI adulto. Com isso, o estado tem disponível 15 leitos hospitalares: oito para adultos e sete para crianças.

O cenário das UTIs também se mostra caótico em Rondonópolis. No Hospital Regional Irmã Elza Giovanella, a taxa de ocupação de UTI Covid é de 200%. Com apenas 10 leitos pactuados, hoje a unidade trata 20 pacientes graves da infecção. 

Por sua vez, o Hospital Vale do Guaporé, em Pontes e Lacerda, também tem 130% de UTIs ocupadas, ou seja, 30% a mais do que havia sido pactuado. Nenhum dos hospitais com leitos públicos tem taxa de ocupação em nível abaixo do vermelho. 

Pedido de socorro

Em razão do colapso na saúde pública do Estado, o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, pediu socorro aos demais estados. Contudo, nenhum respondeu de forma positiva. Conforme a Fiocruz, ao menos 17 estados enfrentam problemas de esgotamento de UTIs. 

Como solução, o governo chegou a pedir que os municípios mato-grossenses fizessem uma análise para apontar a possibilidade de transformarem leitos de enfermaria em unidades para atendimento de complexidades. Segundo o governador Mauro Mendes, o estado daria o suporte financeiro necessário. As respostas deveriam ser apresentadas até a tarde desta segunda-feira.

Correção: matéria atualizada às 19h30 com novos dados da SES

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet