Cuiabá, quarta-feira, 12/05/2021
00:47:19
informe o texto

Notícias / Política

05/04/2021 às 12:04

Janaína critica falta de gerência e pede que Estado coordene vacinação em MT

Para a emedebista, a Secretaria de Saúde de Mato Grosso deveria estar mais a frente dessa questão a fim de acelerar o processo.

Da Redação - Kamila Arruda / Da Reportagem Local - Camila Zeni

Janaína critica falta de gerência e pede que Estado coordene vacinação em MT

Deputada estadual Janaína Riva

Foto: AL-MT

A deputada estadual Janaína Riva (MDB) criticou a falta de gerência do governo do Estado com relação à campanha de vacinação contra o coronavírus. Para a emedebista, o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo (DEM), deveria estar "mais à frente" dessa questão para acelerar o processo de vacinação no Estado.

“Nesse momento, onde todos estão muito perdidos, com falta de informação, falta de preparo, acho que falta uma liderança maior e acho que o secretario Gilberto Figueiredo pode fazer isso, auxiliando os municípios que estão com maior dificuldade de vacinação a imunizar a maior quantidade de pessoas no menor tempo”, defendeu Janaína, citando que diversos prefeitos ainda nem têm conhecimento de que não precisam mais armazenar a segunda dose.

“Tem muita vacina represada e, agora, a Anvisa já derrubou aquela necessidade de você guardar a segunda dose. Então, já pode ser aplicada, e muito prefeitos não têm nem a informação de que pode aplicar a primeira dose em todos, até esgotar a demanda de vacinas”, destacou.

Diante disso, ela sugere que o governador Mauro Mendes (DEM) possa ceder servidores aos municípios para ajudar nessa celeridade. “Eu vi que em alguns estados alguns governadores cederam servidores e digitadores para acelerar o processo de vacinação. Talvez esse seja um caminho para Mato Grosso, onde hoje os municípios encontram com maior dificuldade de vacinação”, completou a deputada, citando Cuiabá como exemplo.

Janaína avaliou que a estratégia de vacinação adotada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) foi “decepcionante”, em comparação com outras capitais, como Campo Grande (MS), em razão da centralização do local de votação. Na capital vizinha, foram instalados 67 postos de atendimento. “Com certeza foi um erro. A vacinação em Cuiabá foi decepcionante. Ao invés de fazer como foi feito em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, onde existe 67 pontos de vacinação, Cuiabá concentrou a vacinação em um único local. Isso gerou aglomeração, filas quilométricas, e faz com que a população principalmente aquela que vive nos bairros mais distantes do centro, tenham mais dificuldades em ser vacinada”, colocou.

Por outro lado, elogia a campanha feita pelo município de Primavera do Leste. “Vou citar o exemplo de Primavera do Leste, que é o terceiro município que mais vacina no Estado. Eles estão buscando idosos, divulgando as idades em carros de som nos bairros, e pedindo para que familiares levem os idosos para vacinares. Então, uma campanha muito mais ostensiva que gera resultados, e já vacinou mais de 82% das vacinas que recebeu”, finalizou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet