Cuiabá, terça-feira, 13/04/2021
20:53:42
informe o texto

Notícias / Política

05/04/2021 às 14:20

Botelho cita 'cabresto' do MP e alfineta 'barões' do Agro

O parlamentar disse que a Assembleia Legislativa possui recursos para a compra de cilindros de oxigênio e cestas básicas, mas fez pediu aval do TCE para evitar questionamentos do MP

Da Redação - Kamila Arruda / Da Reportagem Local - Camila Zeni

Botelho cita 'cabresto' do MP e alfineta 'barões' do Agro

Deputado estadual Eduardo Botelho.

Foto: AL-MT

A Assembleia Legislativa fez uma consulta pública ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre a possibilidade de aquisição de cilindros de oxigênios e cestas básicas para auxiliar o Governo do Estado no combate à pandemia do coronavírus. 

A intenção do Parlamento Estadual é efetuar a compra de aproximadamente 370 cilindros de oxigênio para ajudar no abastecimento das unidades de saúde de Mato Grosso. 

A informação é do deputado estadual Eduardo Botelho (DEM), primeiro-secretário do Legislativo Estadual, que usou a tribuna durante a sessão plenária desta segunda-feira (05), para tratar do assunto.

O parlamentar afirma que a consulta se faz necessária para evitar futuros questionamentos por parte do Ministério Público Estadual (MPE), principalmente por conta dos valores dos cilindros.

“Nós estamos fazendo um processo para compra de oxigênio, mas estamos barrando no preço. Hoje, o preço do oxigênio a pronta entrega é quase o dobro do que foi comprado pelo Governo do Estado. Aí, ficamos naquela situação: compramos ou não compramos? Eu acho que tem que comprar, porque não tem outra alternativa, mas daqui a pouco o Ministério Público está entrando com processo achando que nós estamos roubando, que está tendo desvio. É assim que nós vivemos. Por isso, estamos fazendo a consulta”, criticou o democrata.

De acordo com ele, também está sendo feita uma consulta sobre a compra de cestas básicas para distribuir para famílias carentes do Estado. “Aqui é um dos estados mais ricos do país, que teve ganhos nessa pandemia, mas ganhos para poucos. A grande maioria está passando fome. Será que não é hora de entrarmos nisso? A assembleia tem recursos e podemos comprar as cestas. A Assembleia pode sim fazer esse trabalho social, mas nos esbarramos sempre no Ministério Público", alegou.

Na oportunidade, Botelho ainda alfinetou os empresários ligados ao agronegócio, e cobrou uma maior participação dele no combate ao coronavírus. “Quem está sofrendo são os comerciantes, o setor de eventos. Se eles estão parados é para o bem de todos. Então, não é justo que todos paguem essa conta? Tem que fazer uma distribuição de renda para o bem de todos. Então, é hora dessas pessoas virem ajudar. Na hora que é para escolher um candidato a senador eles reúnem, levantam dinheiro e elegem, mas agora é hora também de eles virem à frente e fazer uma grande campanha para arrecadar o recurso para ajudar aqueles que estão passando fome”, finalizou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet