Cuiabá, quarta-feira, 12/05/2021
01:54:37
informe o texto

Notícias / Geral

05/04/2021 às 16:30

Bolsonaro: 'O Brasil precisa voltar a trabalhar'

Estadão Conteúdo

Bolsonaro: 'O Brasil precisa voltar a trabalhar'

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em mais uma defesa pelo retorno à normalidade das atividades econômicas, o presidente Jair Bolsonaro repetiu nesta segunda-feira, 5, que "o Brasil precisa voltar a trabalhar". O chefe do Executivo reiterou o seu discurso sobre enfrentar o vírus e o desemprego juntos, problemas que classificou como "gravíssimos".

"Bato na mesma tecla desde março do ano passado, temos dois problemas pela frente gravíssimos ainda o vírus e o desemprego. E também sempre bati na mesma tecla as medidas para combater o vírus, os seus efeitos colaterais não podem ser mais danosos que o próprio vírus", disse em evento para entregas de residências em São Sebastião, região administrativa do Distrito Federal. "O Brasil precisa voltar a trabalhar", acrescentou.

No evento de hoje, Bolsonaro visitou e fez a entrega simbólica de residenciais patrocinados pela Caixa Econômica Federal em parceria com o governo do DF. "Pessoas necessitadas estão recebendo um benefício, um imóvel patrocinado pela nossa Caixa Econômica Federal. É sinal que teve gente que não parou durante a pandemia", comentou.

Em reforço à sua posição contrária às medidas de fechamento, Bolsonaro citou que dos quatro beneficiários que receberão as novas residências uma pessoa é aposentada e três estão desempregados. "Pessoas humildes, só Deus sabe como estão sobrevivendo", disse. Bolsonaro mencionou ainda que deve viajar na quarta-feira, 7, para Chapecó (SC), onde avaliou como um exemplo a gestão de combate à pandemia.

Bolsonaro estava acompanhado dos ministros Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, e Flávia Arruda, da Secretaria de Governo, que tomará posse amanhã, além do presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, e do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB).

No mês passado, Bolsonaro chegou a entrar com ação no Supremo Tribunal Federal contra decreto de Ibaneis e dos governos da Bahia e do Rio Grande do Sul sobre o toque de recolher por conta da crise sanitária. O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, rejeitou a ação do chefe do Executivo. Hoje, Ibaneis Rocha reiterou seu apoio ao governo de Bolsonaro.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet