Cuiabá, sábado, 17/04/2021
21:48:20
informe o texto

Notícias / Política

07/04/2021 às 17:00

Emenda de Jayme inclui profissionais da Segurança na prioridade para restituição do IR

Proposta foi aprovada no Senado por unanimidade e inclui ainda aqueles que perderam o emprego em 2020 ou 2021 e trabalhadores da linha de frente na pandemia

Camilla Zeni

Emenda de Jayme inclui profissionais da Segurança na prioridade para restituição do IR

Foto: Reprodução

O Senado Federal aprovou, na noite de terça-feira (6), proposta para prorrogar o período de entrega da Declaração do Imposto de Renda até o dia 31 de julho. Na mesma linha, aprovou a priorização de desempregados e trabalhadores da linha de frente no combate à pandemia, incluindo os da Segurança Pública, na hora da restituição dos valores. 

Uma das diversas emendas ao projeto de lei original foi feita pelo senador mato-grossense Jayme Campos (DEM), tratando dos profissionais das polícias Federal, Rodoviária Federal, Militar, Judiciária Civil, Técnica, e, ainda, do Corpo de Bombeiros e das Guardas Municipais.

“Votamos favorável à proposta de levar para 31 de julho a data final de declaração anual do Imposto de Renda, bem como a proposta de conceder o benefício da restituição antecipada para aqueles que perderam o emprego durante a pandemia e aos profissionais de saúde, e estendemos ele para os profissionais da segurança pública, que também estão na linha de frente e são fundamentais como outros”, disse Jayme.

Para o senador, a proposta é um estímulo essencial para aqueles que diuturnamente estão no combate à covid-19 e sofrem mais os transtornos psicológicos provocados pela pandemia.

“Acredito, assim como vários cientistas, que os efeitos da covid-19 permanecerão entre nós por um bom tempo e o novo normal exige dos legisladores medidas práticas e que tenham efeito positivo para este novo momento vivenciado no mundo e de forma severa no Brasil”, disse, após a aprovação da emenda.

Inicialmente, o projeto apresentado pelo senador Jaques Wagner (PT-BA) previa apenas profissionais de saúde e os desempregados. Contudo, o relator do projeto de lei, Rogério Carvalho (PT-SE), acatou várias emendas que mudaram o texto e incluíram novos públicos. 

Conforme a regra estabelecida no projeto, receberão a restituição de forma prioritária aqueles que têm direito a restituições de até R$ 11 mil e os que perderam o emprego em 2020 e 2021. 

Tanto a proposta de priorização na restituição quanto a de prorrogação do período de declaração ainda precisam ser aprovadas pela Câmara e, depois, seguir para sanção presidencial.


 
Com informação da assessoria

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet