Cuiabá, terça-feira, 13/04/2021
11:38:31
informe o texto

Notícias / Geral

08/04/2021 às 09:02

Cuiabá completa 302 anos e ainda aguarda obras do tricentenário; saiba o que foi feito

Parte foi entregue, muitas com atraso, algumas ainda estão em execução e outros projetos foram colocados na gaveta

Eduarda Fernandes

Cuiabá completa 302 anos nesta quinta-feira (8). Mas, há dois, espera seus presentes em comemoração ao tricentenário. O pacote Cuiabá 300 foi anunciado em 2017 pela Gestão Emanuel Pinheiro (MDB) e previa uma série de obras e benfeitorias para a Capital mato-grossense. Parte foi entregue, muitas com atraso, algumas ainda estão em execução e outros projetos foram colocados na gaveta.

Um deles é a Rota das Igrejas, um caminho de passarelas com cunho turístico-religioso, que passaria pelas igrejas do Rosário e São Benedito, Bom Despacho, Senhor do Passos, Santuário Auxiliadora entre outras católicas, além da Igreja Universal do Reino de Deus e da Mesquita Mulçumana.

Outro projeto que não se sustentou foi o Bus Tour, que também tinha propósito de incentivar o turismo na cidade, realizando passeios pelos pontos turísticos da Capital. A sinalização da “nova era”, como anunciado à época, chegou a ser lançado em abril 2018, rodou por dois meses e parou. O passeio no ônibus de dois andares, modestamente parecido com esses que vemos nos filmes, permitia ao visitante conhecer um pouco da cultura cuiabana.

Quanto a “Times Square Cuiabana”, inspirada na Times Square, em Nova Iorque, foi inviabilizada após avaliarem a execução do projeto.

E mais dois que não saíram do papel foi a revitalização do Clube Dom Bosco e o restaurante panorâmico, um projeto ousado que funcionaria no topo da Torre dos 300, construída no Morro da Luz.

Em andamento

Quanto à revitalização do Mercado Miguel Sutil, mais conhecido como Mercado Municipal, a Secretaria Municipal de Gestão informa que está sendo realizado estudo de viabilidade que, em razão da pandemia, não tem prazo para ser concluído. Tal estudo deve apontar se há viabilidade de execução dos projetos, bem como se é viável a criação de uma Parceria Público-Privada (PPP).

Já segunda fase da obra de requalificação da Orla do Porto, que abrange o trecho, às margens do Rio Cuiabá, da Ponte Júlio Muller ao Cais do Porto, foi prometida para o segundo semestre de 2020. Hoje, não há prazo para entrega.

Uma das obras prometidas para os 300 anos e que ainda não foi entregue é a revitalização do Mercado Varejista Antônio Moisés Nadaf, mais conhecido como Mercado do Porto. A obra está dividida em duas etapas, sendo uma de ampliação e outra de revitalização, e recebe investimento de aproximadamente R$ 13 milhões.

O viaduto Murilo Domingos, na Avenida Beira Rio, em Cuiabá, antes previsto para ser entregue no final de 2020, agora está prometido para o final deste mês. Neste momento, os trabalhos estão concentrados nas cabeceiras da estrutura.

As obras da Avenida Contorno Leste foram lançadas oficialmente em 1º de agosto passado. Terá 17,3km de extensão, ligando a região do Distrito Industrial com a Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251).

Neste momento, as primeiras intervenções de terraplanagem já foram executadas e a rede de drenagem de águas pluviais começa a ser edificada. Paralelo ao trabalho estrutural, também é cumprida a etapa de desapropriação de áreas e imóveis para a construção do novo corredor de mobilidade urbana. Na construção, será investido R$ 125 milhões, oriundos de uma operação de crédito formalizada com a Caixa Econômica Federal (CEF).

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano e Sustentável informa que as obras de ampliação do prédio que abriga estrutura administrativa do Horto Florestal encontram-se em fase final de acabamentos internos, como colocação de vidros e também do telhado.


A reforma do Estádio Presidente Dutra, o Dutrinha, teve início em fevereiro de 2019 e foi dividida em três etapas: a primeira compreendeu a readequação de todo o espaço, atendendo a medidas de segurança e acessibilidade. A segunda foi a mudança de posicionamento dos postes de iluminação e a troca do gramado. Já a terceira foi a construção do novo muro e modernização dos vestiários. O orçamento total foi de cerca de R$ 2 milhões. A obra ainda não foi concluída.

A restauração do Beco do Candeeiro é fruto de um Termo de Ajuste de Compromisso (TAC) e faz parte do calendário de entregas em comemoração ao aniversário de 300 anos de Cuiabá. O investimento foi de R$ 164,2 mil. A obra está finalizada, mas em decorrência da pandemia, ainda não foi entregue.


Em nota, a Prefeitura de Cuiabá informou que as execuções dos projetos em comemoração aos 300 anos aconteceram mediante análise de viabilidade de execução estrutural, financeira e grau de necessidade para o Município. “Assim como, obras anunciadas não foram executadas, outras que não foram anunciadas como presente para Cuiabá foram concluídas, como exemplo o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC)”.

Ainda por meio de assessoria, esclareceu que o ritmo das execuções foi reduzido em decorrência da pandemia, portanto nem todas as obras têm previsão de entrega.

Concluídas

A prefeitura entregou, em novembro de 2020, o viaduto José Maria Barbosa – Juca do Guaraná “Pai”. O elevado está localizado no entroncamento entre as avenidas Edna Maria Albuquerque Affi (Av. das Torres) e Érico Preza.

Construiu também o Parque da Família e o Parque da Nascente (Yone de Azevedo Campos). Ambos contam com pista de caminhada, academias ao ar livre, playground e um espaço especial para pets, denominado “ParCão”.

Ainda na lista de obras prometidas para os 300 anos, foram entregues dois relógios. Com aproximadamente 11 metros de altura e 5,20 metros de largura o Relógio Cuiabá 300 da Praça Oito de Abril foi construído pela Prefeitura de Cuiabá e entregue à população em outubro de 2018.

Não estava dentre as obras anunciadas pelo prefeito, mas a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer comandou a restauração e/ou revitalização de 10 locais históricos do Centro de Cuiabá, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) – Cidades Históricas, em 2019. São eles: entorno do Casarão do Beco Alto, praça Senhor dos Passos, praça Largo Feirinha da Mandioca, praça Caetano Albuquerque, praça Dr. Alberto Novis, Museu da Imagem e do Som MISC, chafariz do Mundéu, Obelisco da praça Luis de Albuquerque, estátua de Maria Taquara, primeira etapa de restauração da Casa de Bem-bem. No momento, encontram-se em fase de aprovação de projeto pelo Iphan para continuação do restauro dos seguintes equipamentos: Casa Procon, Igreja Senhor dos Passos, Casarão da Funai.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet