Cuiabá, sexta-feira, 14/05/2021
18:20:48
informe o texto

Notícias / Esporte

10/04/2021 às 17:00

Walter deixa o Corinthians para ser protagonista no Cuiabá e fala da experiência

O goleiro deu entrevista para o UOL Esporte falando sobre a troca de clubes, a vontade em ser titular e a experiência no Cuiabá

Alline Marques

Walter deixa o Corinthians para ser protagonista no Cuiabá e fala da experiência

Foto: Asscom Dourado

O goleiro Walter, contratado pelo Cuiabá para disputar a série A como titular, comentou a saída do Corinthians e falou sobre as expectativas no novo clube em entrevista ao UOL Esporte nessa sexta-feira (9). Ele ficou 8 anos no Timão como reserva e entendeu que seria o momento de buscar a experiência de ser titular em um clube da série A, até pela questão da idade. Hoje com 33 anos. 

“Não sei se posso falar se foi momento certo ou errado, mas o Cristiano (presidente do Cuiabá) acabou ligando para meu empresário, e tudo acabou mudando do dia para noite. Entendi ser o momento certo até pela minha idade, porque se permanecesse poderia não ter tempo para tentar ir para um clube da série A e também não ficar com peso na consciência de não ter tentado”.

Na entrevista, Walter relata um relacionamento que foi se desgastando ao longo dos oito anos. Em 2016 foi quando ele teve chance de aparecer, quando o Cássio foi barrado, mas foram idas e vindas como titular, mas desde 2017 acabou perdendo de vez a vaga. O Cássio voltou um monstro, pegando tudo. Não tem nem o que falar, meu respeito por ele é imenso”, declarou Walter. 

Ao longo desses anos, o jogador chegou a ser procurado por outros times e em 2019 quase deixou o Corinthians, mas com a possibilidade de Cássio ir para a seleção, o Timão acabou optando por manter Walter no elenco. Porém, no fim da temporada de 2020, o vice-presidente do Cuiabá, Cristiano Dresch, foi atrás dele e então a contratação foi efetivada no início deste ano. 

De acordo com o levantamento feito pelo UOL Esporte, Walter encerrou a passagem no Corinthians com 91 partidas em oito temporadas. Ele sofreu 73 gols, uma média de 0,80 gol por jogo. O eterno titular Cássio tem uma média quase igual: 0,81 gol/jogo, com 511 partidas e 416 gols sofridos.

Sobre a experiência no Cuiabá, Walter elogia a disposição da diretoria da equipe em buscar a modernização. Uma realidade completamente diferente da vivida no Corinthians, o goleiro destaca a organização no Dourado. "Sabe aquela coisa de ser simples, mas tudo bem organizado? É assim. A cada dia tem coisa mudando aqui: um aparelho novo na academia, uma situação nova no clube. Isso é muito gratificante, porque mostra que vai ter essa evolução", contou. 

Já com relação aos resultados, Walter é pé no chão e adianta que o objetivo é se manter na série A. "Temos que ir ponto a ponto. Se depois que conseguirmos a pontuação necessária pudermos buscar outras coisas, show. Mas a permanência é o principal". 

Leia a reportagem completa com Walter: "É hora de me expor"

 
Com informações do UOL Esporte
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet