Cuiabá, quarta-feira, 12/05/2021
01:52:41
informe o texto

Notícias / Política

12/04/2021 às 12:51

Bolsonaro pede ampliação de CPI a Kajuru. 'Vai sobrar só pra mim?'

Em conversa com o senador Jorge Kajuru, o presidente defendeu que governadores e prefeitos também sejam investigados

Metrópoles

Bolsonaro pede ampliação de CPI a Kajuru. 'Vai sobrar só pra mim?'

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) divulgou, nas redes sociais, uma conversa com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). No diálogo, o chefe do Executivo defende que o parlamentar peça a ampliação da CPI da Covid. Em outras palavras, o mandatário do país solicita que os governadores e prefeitos também sejam investigados.A comissão instalada no Senado Federal deve apurar as omissões do governo federal no combate à pandemia. O assunto divide opiniões entre os parlamentares. Contudo, o ministro do Supremo Tribural Federal (STF) Luís Roberto Barroso determinou que a situação seja investigada.Na conversa, feita por ligação no último sábado (10/4), Bolsonaro comenta que as responsabilidades seriam todas dele. “Se não mudar o objetivo da CPI, ela vai vir para cima de mim. O que tem que fazer para ser uma CPI útil para o Brasil: mudar a amplitude dela, bota presidente da República, governadores e prefeitos”, afirmou.

O Senado já recebeu um pedido para que a apuração seja feita em todo o país. O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou requerimento que pede a extensão para gestores dos estados e municípios.

Ações e impeachment

Na mesma linha de discurso, Jair Bolsonaro avalia que a CPI, como está, vai ouvir apenas pessoas relacionadas ao governo federal. “Vai simplesmente ouvir o Pazuello (ex-ministro da saúde), ouvir gente nossa, para fazer um relatório sacana.”

Além disso, o titular do Planalto incentiva e parabeniza ações contra o STF. O presidente comenta que Kajuru precisa “pressionar o Supremo para colocar em pauta o impeachment (de ministros) também”.

Em resposta, Kajuru ressalta que já fez isso. Na sexta-feira (9/4), o senador entregou pedido para que o ministro do STF Alexandre de Moraes seja investigado – e ganhou “parabéns” do chefe do Executivo. “Eu só queria que o senhor desse crédito a mim nesse ponto”, reclama o congressista. E fala para o presidente não generalizar os parlamentares e separar “o joio do trigo”.

Responsabilidade dos estados

Ainda na conversa, o presidente lembrou que “não vai deixar de morrer gente, infelizmente, no Brasil”. E culpa os governos estaduais pela quantidade exorbitante de mortes registradas todos os dias.

“Poderia morrer menos gente se os governadores e prefeitos que pegam recurso aplicassem realmente em posto de saúde, hospital”, disse o mandatário do país.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet