Cuiabá, quinta-feira, 13/05/2021
02:12:10
informe o texto

Notícias / Judiciário

28/04/2021 às 10:00

Por falta de documentos, Waldir Teis tem aposentadoria negada no TCE

Conselheiro protagonizou uma das cenas mais icônicas de 2020 ao descer 16 andares de escada para jogar cheques no lixo, durante operação policial

Camilla Zeni

Por falta de documentos, Waldir Teis tem aposentadoria negada no TCE

Foto: Marcos Bergamasco/TCE

Waldir Teis, conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT), teve o pedido de aposentadoria negado pelo presidente da Corte, Guilherme Maluf, neste mês de abril. O servidor está desde 2017 afastado das funções em razão de decisões judiciais e, atualmente, cumpre prisão domiciliar. 

De acordo com o TCE-MT, Maluf seguiu manifestação da equipe técnica e jurídica da Corte, que apontou que o conselheiro não poderia ter o pedido de aposentadoria atendido porque não apresentou toda a documentação necessária.

Entretanto, segundo análise da Secretaria Executiva de Gestão de Pessoas, Waldir Teis preenche os requisitos para ser aposentado por tempo de contribuição. O Leiagora questionou ao TCE se Teis ainda poderá fazer a apresentação dos documentos para se aposentar, mas não teve retorno até a publicação da matéria.

O pedido de aposentadoria do conselheiro foi feito em dezembro de 2020, para recebimento integral dos benefícios. Na época, Teis estava afastado por duas decisões judiciais, sendo a primeira originária da Operação Malebolge, de 2017, e a segunda da Operação Gerion, de junho de 2020. 

Na primeira operação, Teis foi acusado, junto com outros quatro conselheiros, de recebimento de propina para aprovação de projetos relativos ao governo de Silval Barbosa. A operação policial foi, inclusive, pautada na delação do ex-governador. Em relação a esse afastamento, o Superior Tribunal de Justiça, em fevereiro de 2021, revogou a medida cautelar

Contudo, Teis ainda tem contra ele a segunda determinação de afastamento cautelar, referente à operação de 2020. Na época, alvo da Polícia Federal, Teis desceu 16 lances de escada para jogar fora alguns cheques que seriam comprometedores (veja o vídeo aqui).

Teis foi denunciado, no mês seguinte, por tentativa de obstrução à Justiça e chegou a ser preso. Por conta disso, ele ainda não pode retornar para o TCE.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet