Cuiabá, terça-feira, 11/05/2021
18:33:05
informe o texto

Notícias / Política

29/04/2021 às 17:38

MT ainda aguarda posicionamento sobre distribuição das vacinas da Pfizer

Mesmo sem uma resposta concreta, o deputado federal Emanuelzinho está otimista com a vinda da vacina para o estado

Camilla Zeni

MT ainda aguarda posicionamento sobre distribuição das vacinas da Pfizer

Foto: Dado Ruvic/Reuters

O  governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), informou que ainda não foi comunicado oficialmente se o estado receberá ou não as vacinas da fabricante Pfizer, que deverão ser entregues ao Ministério da Saúde na noite desta quinta-feira (29). Articulador junto ao Governo Federal, o deputado federal Emanuelzinho Neto (PTB), é otimista. 

“É praticamente certo. Foi a informação que ele [o Ministério da Saúde] nos deu, que Cuiabá vai receber a vacina da Pfizer. No entanto, eles ainda precisam definir o critério de distribuição e a quantidade, para poderem dar a resposta oficial”, explicou ao Leiagora o deputado federal. 

Na manhã de hoje, Mauro comunicou que aguarda informações sobre essa distribuição da nova vacina. O governador também afirmou que, caso Mato Grosso seja incluído na relação de locais para onde serão enviados os imunizantes, é porque o Estado tem as condições necessárias para atender às exigências dos fabricantes. 

De acordo com o Ministério da Saúde, a distribuição do primeiro lote de vacinas, composto por um milhão de doses, será feita exclusivamente para as capitais brasileiras que comprovarem condições de armazenamento para o imunizante. Isso porque as vacinas da Pfizer devem ser guardadas em um freezer com temperaturas entre -15ºC e -25ºC por até duas semanas. Depois, devem ficar armazenadas entre -90ºC e -60ºC. 

Segundo Emanuelzinho, Cuiabá já teria comprovado para o Ministério da Saúde a capacidade de recebimento das doses, que serão armazenadas em um freezer no Hospital Geral de Cuiabá. As documentações sobre o equipamento já foram enviadas e analisadas pelo Governo Federal. 

“Eles viram todas as documentações enviadas e viram que Cuiabá tem a condição de armazenamento necessária. Por isso é praticamente certo que Cuiabá deve receber. Só faltam definir os critérios”, garantiu Emanuelzinho. 

Esses critérios de distribuição, segundo o deputado, são analisados pelo Conselho Nacional dos Secretários de Saúde e pelo Comitê Gestor Tripartite na noite de hoje e devem ser comunicados aos estados nesta sexta-feira (30). A previsão do Ministério da Saúde é que os imunizantes também já sejam enviados amanhã.

Na tarde desta quinta-feira (29), a Prefeitura informou que o Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá (HG) já formalizou a cessão de um ultrafreezer da marca INDREL, com temperatura até - 86ºC e capacidade de 486 litros, para armazenamento de doses do imunizante do laboratório Pfizer/BioNTech por parte da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) na campanha de vacinação contra a covid-19.

O ofício foi assinado e enviado pela médica Flávia Galindo, presidente do Conselho Deliberativo da Associação de Proteção à Maternidade e à Infância de Cuiabá, que administra o HG, após interlocução do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho. 
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet