Cuiabá, terça-feira, 11/05/2021
19:04:30
informe o texto

Notícias / Política

01/05/2021 às 16:10

Deputado diz que interior pode armazenar vacina e pede que Pfizer não fique só em Cuiabá

Vacinas chegaram ao Brasil na noite de quinta-feira e começaram a ser distribuídas na sexta-feira. Mato Grosso tem a expectativa de receber 7.020 doses

Camilla Zeni

Deputado diz que interior pode armazenar vacina e pede que Pfizer não fique só em Cuiabá

Deputado Dr. João (MDB)

Foto: JLSiqueira/ALMT

O presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Dr. João (MDB), enviou um requerimento ao governo do Estado para que as novas vacinas contra a covid-19 da fabricante norte-americana Pfizer não fiquem apenas em Cuiabá. 

De acordo com o Ministério da Saúde, foram recebidas um milhão de doses do imunizante na noite de quinta-feira (29), das quais 500 mil serão distribuídas às capitais brasileiras nos próximos dias. A restrição, segundo o ministro Marcelo Queiroga, se dá em razão da necessidade de armazenamento especial das vacinas Pfizer, que demandam temperatura negativa elevada. 

Entretanto, o deputado estadual defende que ao menos os municípios-polo possam receber os imunizantes. Ao Leiagora, ele informou que a cidade de Tangará da Serra (252 km de Cuiabá), por exemplo, já confirmou ter um freezer capaz de fazer o armazenamento das vacinas. 

“Fiz a solicitação ao governo do estado porque eles fazem uma reunião da CIB, a Comissão Intergestora Bipartite, e eles que vão distribuir essas vacinas. Eu sugeri que os polos também recebam, como em Tangará eu tenho certeza que tem um refrigerador de -75, -80ºC, como Rondonópolis deve ter, Sorriso, Sinop…”, explicou o parlamentar. 

Segundo o deputado, seus assessores de gabinete já preparam o levantamento da capacidade de armazenagem de vacinas junto aos municípios. A relação deve ser entregue a ele na segunda-feira (3).

Vacinas da Pfizer

De acordo com o governo do Estado, a estimativa é que Mato Grosso receba apenas 7.020 doses do imunizante norte-americano na primeira remessa de doses. Ao todo, um milhão de vacinas foram recebidas pelo Governo Federal, de um lote total de 100 milhões. Segundo o estado, porém, ainda não há confirmação de quando a vacina deverá chegar ao estado. 

O governo federal informou que iniciou a remessa das doses já nessa sexta-feira (30) e que pretende enviar imunizantes para outros municípios do país na próxima leva. Por enquanto, conforme o ministro Queiroga, a intenção é trabalhar a logística de distribuição das vacinas, em razão das exigências específicas de armazenamento. 

A vacina da Pfizer foi a primeira a receber autorização definitiva da Agência Nacional de Vigilância Sanitária para ser usada no combate à covid-19. Contudo, é a terceira a entrar em circulação. Atualmente, já são usadas as vacinas Coronavac e AstraZeneca.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet