Cuiabá, quinta-feira, 29/07/2021
02:27:27
informe o texto

Notícias / Judiciário

04/05/2021 às 08:30

Ministério Público abre investigação contra show de Gusttavo Lima em Primavera

Promotora citou ritmo lento de vacinação e o fato de que o município está classificado com risco muito alto de contaminação para a covid-19

Camilla Zeni

Ministério Público abre investigação contra show de Gusttavo Lima em Primavera

Foto: Reprodução

O Ministério Público de Mato Grosso (MPE) abriu um inquérito civil para investigar a realização de uma live-show do cantor sertanejo Gusttavo Lima, no município de Primavera do Leste (245 km de Cuiabá).

O evento "O Embaixador do Agronegócio II" foi realizado no último sábado (1º) e teria contado com a presença de 500 pessoas, entre convidados, patrocinadores e pagantes, que se aglomeravam sem máscaras para acompanhar o cantor. O caso chamou a atenção nas redes sociais, que não pouparam críticas aos participantes e organizadores. 

Na portaria de instauração do inquérito, assinada nessa segunda-feira (3), a promotora em substituição Carla Marques Salati, observa que, segundo os organizadores, a live contaria apenas com o staff do cantor, mas, conforme divulgado na mídia, não foi o que aconteceu. 

A promotora cita o "ritmo lento da vacinação em todo o território nacional e a ocupação de todo o sistema de saúde, que ainda está sobrecarregado" e as normas de biossegurança determinadas em decreto estadual, como uso da máscara e o distanciamento social. 

"Conforme dados atualizados e divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde, Mato Grosso tem 363.848 casos confirmados de covid-19, 745 pessoas internadas naenfermaria e 653 pessoas na UTI, e em Primavera do Leste, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (Nota Informativa 410) a UTI está com ocupação de 83,33% e classificação de risco alto", destacou ainda.

Diante do cenário, o MPE abriu a investigação e determinou que o prefeito Leonardo Bortolin e o coordenador de fiscalização da Prefeitura, Amarildo Martins, prestem informações, em até 10 dias, sobre o evento. 

A empresa que realizou o show também tem o mesmo prazo para informar ao Ministério Público as seguintes questões: 1) quantas pessoas participaram do evento? 2) A  live foi planejada para quantas pessoas? Qual a capacidade de pessoas para os toldos/coberturas instaladas? Quantas mesas e cadeiras foram disponibilizadas? 3) Quais as medidas de distanciamento social foram tomadas no evento? 4) Acaso tenha havido a testagem dos participantes para covid, qual o nome do laboratório que realizou a testagem no local? 5) Havia alvará para realização do evento? se sim, encaminhar; 6) Encaminhar o nome do proprietário da fazenda em que foi autorizada a realização do evento; 7) Qual a fonte de recursos utilizadas para custeio da estrutura montada para realizar o evento e o pagamento do cantor Gusttavo Lima? e 8) Quais as autoridades foram comunicadas sobre a realização do evento? 

Os encaminhamentos serão feitos a partir do retorno das autoridades intimadas.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Sertanejo 04/05/2021 às 00:00

    engraçado que o MP não tem esse mesmo empenho para investigar as falcatruas do prefeito do paletó, tomara que a questão dos remédios vencidos tenha algum resultado decente para a população.

 
Sitevip Internet