Cuiabá, quinta-feira, 13/05/2021
03:06:09
informe o texto

Notícias / Agro e Economia

04/05/2021 às 17:38

Sinfra abre processo seletivo para contração temporária de arquitetos e engenheiros

Os salários ofertados são de R$ 6.195,73 para uma jornada de trabalho de 40 horas; Contratos serão de dois anos.

Leiagora

Sinfra abre processo seletivo para contração temporária de arquitetos e engenheiros

Foto: SECOM-MT

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística do Estado de Mato Grosso (Sinfra) publicou edital de processo seletivo simplificado para a contratação temporária de profissionais das áreas de arquitetura e urbanismo, bem como engenharias civil, elétrica, florestal, mecânica, sanitária e de segurança, para atuação no órgão. Confira aqui o edital completo.

Ao todo, são disponibilizadas 62 vagas, sendo 57 vagas para ampla concorrência e mais cinco vagas reservadas para candidatos com deficiência. Os profissionais serão contratados como analistas de acordo com os perfis estabelecidos por áreas de formação e experiência técnica. 

Leia também - Proporção de famílias endividadas sobe para 67,5% em abril, diz CNC

Os salários ofertados são de R$ 6.195,73 para uma jornada de trabalho de 40 horas. A seleção será realizada pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) e compreenderá a análise curricular e documental (títulos e experiência), de caráter classificatório.

Podem se inscrever todos os candidatos que tenham no mínimo diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área de formação a que concorre, além de registro no órgão de classe referente à sua área de formação. O prazo do contrato temporário será de 24 meses, podendo ser prorrogado uma vez por igual período.

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, a contratação temporária é necessária em razão da grande demanda transitória de trabalho que a secretaria passou a ter com a contratação de novos projetos e lançamentos de novas obras em Mato Grosso, frente ao número reduzido de profissionais, visto que muitos já estão se aposentando.

“Somente com o programa Mais MT estamos com um investimento de R$ 4,7 bilhões e precisamos de profissionais que possam nos auxiliar nesse trabalho de elaboração de projetos, fiscalização de obras e apoio em todos os nossos setores”, disse o secretário.

Inscrição

As inscrições serão realizadas somente via internet, exclusivamente no site da Cebraspe, a partir das 10 horas (horário de Brasília) do dia 19 de maio até às 18h (horário de Brasília) do dia 25 de maio. A taxa de inscrição é de R$ 46. No mesmo período também estará aberto o prazo de pedidos de isenção.

Tem direito à isenção os candidatos que estejam desempregados, ou que recebem até um salário mínimo e meio, doadores regulares de sangue, voluntários da Justiça Eleitoral e jurados que atuam no Tribunal do Júri.

No ato da inscrição, todos os candidatos, sejam solicitantes de isenção ou não, deverão optar pelo perfil/área a que desejam concorrer e enviar, via upload, toda a documentação para análise curricular e documental (títulos e experiência).

A documentação está especificada no edital e a análise curricular e documental (títulos e experiência) valerá no máximo 10 pontos, ainda que a soma dos valores dos títulos enviados seja superior a esse valor. O resultado final da análise curricular e documental (títulos e experiência) será no dia 6 de julho, divulgado no próprio site da Cebraspe.

TAC

A realização do Processo Seletivo Simplificado atende a um Termo de Compromisso e Ajustamento de Conduta  (TAC) firmado entre a Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), o Ministério Público do Estado (MPE), o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o  Governo de Mato Grosso,  por meio da Procuradoria Geral do Estado (PGE), Controladoria-Geral do Estado (CGE),  Casa Civil, Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), Secretaria de Fazenda (Sefaz), Secretaria de Meio Ambiente (Sema), Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) e da própria Sinfra.

O TAC foi firmado de modo a regularizar todos os procedimentos relativos a contratação temporária e excepcional de profissionais das secretarias de Estado envolvidas, a fim de atender aos programas executados por cada um dos órgãos e promover o desenvolvimento de Mato Grosso sem que haja o descumprimento de qualquer legislação.

“Os projetos e programas mencionados possuem caráter temporário, tornando inviável e até impossível, em alguns casos, a realização de concurso público, bem como considerando que necessitam de pessoal qualificado para exercer suas atividades e, ainda, que a contratação de terceirizados seria muito mais onerosa ao Estado, uma vez que custa, em média, duas vezes o valor da contratação temporária”, diz trecho do termo de ajustamento.

Assinaram o TAC o Procurador-Geral de Justiça, José Antônio Borges, o Promotor de Justiça, Mauro Zaque, o presidente do TCE, Guilherme Maluf, o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, o procurador-geral do Estado, Francisco Lopes, o Controlador-Geral do Estado, Emerson Hideki, o Secretário-Chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, o secretário de Planejamento e Gestão, Basílio Bezerra, Secretário de Fazenda, Rogério Gallo, a secretária de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, o presidente do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), Francisco Serafim, e o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira.

 
Da Sinfra

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet