Cuiabá, quarta-feira, 23/06/2021
02:04:57
informe o texto

Notícias / Polícia

11/05/2021 às 19:33

Operação Tolerância Zero aplica R$ 46,5 milhões em multas

10 cidades foram alvos da operação, que resultou na apreensão de diversos maquinários utilizados em crimes ambientais

Leiagora

Operação Tolerância Zero aplica R$ 46,5 milhões em multas

Foto: SEMA/MT

A operação Tolerância Zero, deflagrada entre os dias 27 de abril e 7 de maio nos municípios de Sinop, Vera, Santa Carmem, Feliz Natal, Cláudia e Aripuanã resultou na apreensão de 16 tratores, 8 veículos, 5 motosserras e 380 toras de madeira.

A operação ocorreu simultaneamente no Norte do Estado e na Baixada Cuiabana. Foram aplicadas R$ 46,5 milhões em multas e 4,3 mil hectares de área desmatada ilegalmente no bioma Amazônia foram embargados.

Os maquinários e equipamentos apreendidos foram removidos do local. Entre os veículos apreendidos estão 2 caminhões, 3 camionetes, 1 moto e 2 carretas que foram removidos para o pátio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SEMA).

Os maquinários de porte médio e pesado e outros acessórios rurais flagrados na prática de crimes ambientais passaram a ser removidos do local este ano, efetivando a responsabilização, já que a apreensão de bens promove a descapitalização do infrator.

A operação tinha o objetivo de verificar a incidência de desmatamento, exploração ilegal de madeira, comércio ilegal de madeira, movimentação fraudulenta de créditos florestais, execução de atividade potencialmente poluidora sem licença, descumprimento de embargo e impedimento de regeneração ilegal.

O Estado aplica multas, embarga áreas, e apreende equipamentos e maquinários utilizados na ação criminosa, descapitalizando os infratores para evitar a reincidência. Atualmente, em parceria com o Ministério Público do Estado (MPE), e Ministério Público Federal (MPF), quem desmata ilegalmente responde também nas esferas criminal e civil, além de processo administrativo.

Baixada Cuiabana

Outra etapa da operação foi deflagrada nos municípios de Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Rosário Oeste e Jangada, entre os dias 3 e 7 de maio. Uma pessoa foi presa com porte de arma longa e várias munições calibre 22mm, sem os documentos do porte e registro, sendo por isso conduzida pela equipe policial para a Delegacia de Polícia Civil de Várzea Grande.

Foram fiscalizadas e embargadas áreas que realizavam atividades de limpeza e desmatamento ilegal de vegetação nativa típica de cerrado, incluindo áreas úmidas, de uso restrito, área de vereda, área de preservação permanente e área no Pantanal, objeto de especial preservação.

Foi constatado queima de material lenhoso sem autorização do órgão competente e atividades especialmente poluidoras sem as licenças ambientais. Os valores das multas estão em procedimentos de análises técnicas.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet