Cuiabá, quarta-feira, 23/06/2021
02:10:06
informe o texto

Notícias / Agro e Economia

11/05/2021 às 18:22

Dólar cai para R$ 5,22 e renova mínima desde janeiro

Bolsa encosta em 123 mil pontos, impulsionada por commodities

Leiagora

Dólar cai para R$ 5,22 e renova mínima desde janeiro

Foto: Reuters/Nazanin Tabatabaee/ West Asia News Agency

Influenciado pelo exterior e pela valorização das commodities, o dólar reverteu a alta do início do dia e fechou em queda, voltando a alcançar a menor cotação desde janeiro. A bolsa iniciou o dia em baixa, mas recuperou-se durante a tarde e encostou nos 123 mil pontos.

O dólar comercial encerrou esta terça-feira (11) vendido a R$ 5,223, com recuo de R$ 0,009 (-0,18%). A divisa atingiu R$ 5,28 na máxima do dia, por volta das 10h30, mas reverteu o movimento e passou a operar próxima da estabilidade a partir das 12h. Nos minutos finais de sessão, a entrada de recursos assegurou que a cotação fechasse em queda.

A divisa está no menor nível desde 14 de janeiro, quando tinha fechado em R$ 5,212. O dólar acumula queda de 3,84% em maio e alta de 0,65% em 2021.

No mercado de ações, o índice Ibovespa, da B3, fechou aos 112.964 pontos, com alta de 0,87%. Nos primeiros minutos de negociação, o indicador chegou a cair 1,4%, mas começou a recuperar-se, beneficiado pelas commodities internacionais, que impulsionaram ações de empresas do setor de mineração.

O mercado viveu um dia de expectativas em relação à divulgação de índices de preços nos Estados Unidos, prevista para sair amanhã. Apesar das projeções de aumento da inflação na maior economia do planeta, dados de que a recuperação do emprego está abaixo do esperado diminuem as pressões para que o Federal Reserve, o Banco Central norte-americano, mantenha os estímulos monetários relacionados ao combate à pandemia de covid-19.

No Brasil, a valorização das commodities (bens primários com cotação internacional) continua ajudando o câmbio. Nos últimos dias, a entrada de recursos de exportações de grãos e de minérios tem segurado movimentos de alta internacional do dólar ou contribuído para reduzir a cotação da moeda norte-americana.
Agência Brasil

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet