Cuiabá, segunda-feira, 14/06/2021
01:10:53
informe o texto

Notícias / Judiciário

13/05/2021 às 13:35

AGU é a favor de apenas uma recondução para a Mesa Diretora da AL

Discussão foi aberta no início do ano, quando Alexandre de Moraes suspendeu posse de Botelho e determinou nova eleição na ALMT

Camilla Zeni

AGU é a favor de apenas uma recondução para a Mesa Diretora da AL

Foto: Agência Brasil

A Advocacia-Geral da União entende que os membros da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) podem ser reconduzidos aos cargos pelo menos uma vez para mandatos consecutivos. 

A posição consta em manifestação assinada pelo advogado-geral em substituição, Fabrício da Soller, e disponibilizada nessa quarta-feira (12) em uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que corre no Supremo Tribunal Federal (STF). 

"O artigo 24, § 3º, da Constituição do Estado de Mato Grosso, na redação dada pela Emenda Constitucional nº 63/2012, permite a recondução dos integrantes da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa sem estabelecer nenhuma limitação. Desse modo, deve-se conferir interpretação conforme a Constituição à norma questionada, de modo a permitir a recondução dos membros da Mesa Diretora, desde que limitada a uma única ocasião, em observância aos postulados constitucionais republicano e democrático", anotou a AGU.

O entendimento do advogado-geral da União segue a posição que já havia sido anotada pelo relator da ADI, ministro Alexandre de Moraes. 

Em fevereiro deste ano, ao suspender a posse da nova diretoria da Assembleia e determinar uma nova eleição, o relator destacou que o STF já tinha o entendimento de que a Constituição Estadual possibilita apenas uma única recondução sucessiva aos cargos da mesa diretora. Naquela ocasião, porém, o deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) foi eleito para o terceiro mandato consecutivo.

O caso tem sido debatido no STF desde o ano passado, quando os ministros mudaram um entendimento anterior de que o dispositivo da Constituição Federal que proíbe a reeleição nas mesas diretoras do Congresso não deveria ser reproduzido, obrigatoriamente, pelas Constituições Estaduais. 

Nas discussões recentes, o Pleno da Corte não fixou essa obrigatoriedade, mas anotou, por maioria, que deveria ser imposta ao menos alguma espécie de limitação. Os ministros Roberto Barroso, Luiz Fux e Edson Fachin entenderam que a vedação seria em relação à continuidade de mandato na mesma legislatura. Entretanto, Gilmar Mendes, Nunes Marques, Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli entenderam que pelo indicativo de que seria possível uma única reeleição para a mesa.

O STF ainda não marcou a data para o julgamento do mérito do caso. Entretanto, cabe ressaltar que, ainda em fevereiro, uma nova mesa diretora para a Assembleia Legislativa foi eleita.

Saiba mais
STF suspende recondução de Botelho e determina nova eleição para a ALMT

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet