Imprimir

Imprimir Notícia

23/04/2024 às 18:07 | Atualizada: 23/04/2024 às 18:17

Serial killer de motoristas de app agiu com o mesmo modus operandi em assassinato de idosos no interior de MT

Amanda Garcia e Kamila Arruda

O latrocida de 20 anos, Lucas Rodrigues da Silva, apontado como “líder” do trio de serial killers de motoristas de aplicativo em Várzea Grande, usou o mesmo “modus operandi” de um assassinato de um casal de idosos, ocorrido julho de 2022, em Nova Monte Verde (944 Km de Cuiabá), conforme o delegado de investigação, Alexandre Kemp. 

À época, Maria Aparecida Soares Alves, 75 anos, e Juarez Rodrigues do Nascimento, 85 anos, foram mortos a pauladas. As vítimas moravam em um sítio na Comunidade Santa Terezinha I, zona rural do município.

Lucas prestou depoimento pelo crime na tarde desta terça-feira (23), quase 2 anos após o crime. 

“O modus operandi foi similar ao que ocorreu aqui, abordaram a vítima, mataram e depois levava os pertences”, destacou o delegado à imprensa. 

Até o momento, não há informações precisas sobre o envolvimento do rapaz no crime em questão. O caso ainda encontra-se sob investigação. 

Além de Lucas, um segundo suspeito também responde pelo crime. A identificação do comparsa não foi revelada. 

O crime 

Investigações dão conta que Lucas, após ter conhecimento de que os idosos guardavam dinheiro em casa, decidiu invadir o local. 

De acordo com o registro policial, Juarez foi encontrado morto na frente da casa, com as mãos amarradas. Já Maria Aparecida estava no banheiro, também sem vida. Na casa havia sinais de luta corporal e diversas manchas de sangue pelo chão.

O quarto do casal estava revirado e seus pertences haviam sido subtraídos. À época, no quarto em que Juarez dormia foram encontrados aproximadamente R$ 7,2 mil em dinheiro.
 
 Imprimir