Imprimir

Imprimir Notícia

11/03/2019 às 21:51 | Atualizada: 19/03/2019 às 03:36

'A parte culta da sociedade abominou tudo aquilo', disse Medeiros sobre vídeo de Bolsonaro

O deputado federal José Medeiros (Podemos) concedeu uma entrevista ao Portal Leiagora/LTV nesta segunda-feira (11). Ao jornalista Iury Lupaudi, o parlamentar falou, na primeira parte, sobre a vinda do Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações (FEX), a BR-163 e terras indígenas. Nessa segunda parte, ele falou sobre a extinção da prova da OAB, a Reforma da Previdência e as polêmicas envolvendo o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL).


Durante a campanha, Bolsonaro se manifestou contra a reforma da Previdência e chegou a soltar alguns vídeos falando que não a achava viável para o país na gestão do então presidente da República, Michel Temer (MDB). No entanto, ao ser eleito, o social liberal voltou atrás de sua posição e agora a possível reforma encontra-se em tramitação na Câmara Federal.


Medeiros destacou que, se não fizer a reforma, daqui alguns meses não haverá mais dinheiro para pagar os atuais aposentados. Diante disso, irá iniciar nesta terça-feira (12) a montagem da Comissão de Constituição e Justiça e, na quarta-feira (13), ela será instalada definitivamente para discutir o assunto.


Para ele, a reforma da Previdência está indo no mesmo caminho da reforma trabalhista, onde a oposição está "com a faca e o queijo na mão", usando do discurso de que ela é prejudicial aos pobres. ?Não há uma reforma, mas uma proposta a ser discutida. Ela vai passar pelo Plenário da Câmara e depois pelas comissões do Senado?.


Questionado sobre como enxerga esses dois meses de mandato de Bolsonaro que tem se envolvido em algumas polêmicas, o deputado avaliou como uma quebra de modelo, pois antes o presidente era visto com um ser intocável, que não falava. Mas houve mudanças e as pessoas começaram a compreender que o poder está em um todo.


Medeiros relatou ainda que a era digital deu poder a todos, acabando com a liturgia e as pessoas passaram a fazer análises políticas, ?descendo todos para o barraco?. ?Para quem cresceu na tradição, na coisa bonita, na educação, acha isso o fim do mundo pontuando que isso não compete a um presidente. Mas o fato é que para essa galera que já está conectada, o mundo é isso?.


O deputado ressaltou que as pessoas que estavam no poder ainda não entenderam que agora está se vivendo um novo mundo. E que Bolsonaro foi demonizado ao fazer um vídeo com uma visão mais conservadora sobre o Carnaval, fazendo sua fala para o público que o elegeu. No entanto, Medeiros não sabe dizer se foi por estratégia ? pelo fato de a reforma da Previdência estar em tramitação ? ou por acaso. ?O fato é que funcionou, ferveu novamente os prós e os contras?.


Veja a Parte 1: "O Brasil tem um pro­blema de se­gu­rança ju­rí­dica e isso de­ses­tru­tura o país" disse Me­deiros em en­tre­vista ao LTV


"A parte culta da sociedade abominou tudo aquilo, disseram, não é possível o presidente fazer isso. Mas eu tenho visto que ele está seguindo uma receita que tem dado certo com Donald Trump, que era mais maluco ainda, era considerado um embusteiro nos Estados Unidos, era considerado uma coisa e aquele negócio se elegeu e está lá governando", disse.

 

 

 
 Imprimir