Cuiabá, segunda-feira, 21/09/2020
23:36:19
informe o texto

Artigos / Colunas / Paulinho do Hipismo

14/09/2020 às 07:10

ALENCASTRO

“Ele roubou sim! Mas pelo menos fez algo pelo meu bairro”, este vai ser o argumento de algumas pessoas para justificar o voto em Emanuel Pinheiro, caso ele seja candidato para reeleição. Nesta última semana, com o inicio das convenções partidárias, o Brasil “supera” a pandemia e segue para mais um período de campanhas políticas. Mas e o nosso prefeito? Será que se tornando réu, por conta do vídeo em que aparece recebendo maços de dinheiro e colocando em seu paletó, irá ser prejudicado na corrida ao Alencastro? Será que a compra de imóveis a preços de “banana”, irá levantar suspeitas?

De uma forma desanimadora e pessimista, não acredito que a Justiça tome as devidas providências a tempo de qualquer denuncia feita contra o gestor, já que o escândalo da delação, que ganhou repercussão nacional, ainda não deu em nada. O que nos resta aqui, como formadores de opinião, é levar conhecimento aos eleitores, falar para a “dona Maria”, que “rouba, mas faz”, não está certo. O correto é não roubar e prestar um serviço de excelência.

Não estou aqui para fazer campanha contra o prefeito, estou aqui como eleitor e cidadão cuiabano, quero respostas, quero saber como o prefeito consegue comprar um imóvel que custa R$ 1.372.387,31 (um milhão, trezentos e setenta e dois mil, trezentos e oitenta e sete reais, e trinta e um centavos), pagando somente R$ 20.000,00 (vinte mil). Mas se eu estou curioso, com toda a certeza o Ministério Público Federal também está.

Recentemente, uma pesquisa realizada pelo Instituto Vetor e contratada pelo portal Leiagora, mostrou que 69% da população cuiabana desaprovam a reeleição de Emanuel Pinheiro. Enquanto isso, 22% dos entrevistados defendem que ele permaneça no cargo, deixando 8% para os indecisos e 1% para aqueles sem resposta.

Então deixo aqui a análise para aqueles 31% dos entrevistados pelo Instituto Vetor, que aprovaram a gestão Emanuel ou que não optaram, analisem, pesquisem, procurem candidatos ficha limpa. “Dona Maria”, não se humilhe por migalhas, cobre competência e transparência.

Deixo este último parágrafo dedicado ao Instituto Vetor, que em parceira com o portal Leiagora, realizou uma pesquisa de forma imparcial, sem fins escusos, com responsabilidade e competência. Pois é em posse dessas informações, que iremos combater todas as Fakenews nas Eleições 2020.

Paulinho do Hipismo

Paulinho do Hipismo
diretor executivo do Leiagora
ver artigos
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet