Cuiabá, sábado, 13/04/2024
18:23:02
informe o texto

Notícias / Polícia

21/02/2024 às 07:52

26 ANOS DEPOIS

Homem condenado é preso por matar adolescente e sumir com o corpo

Conforme a denúncia, o réu matou a vítima somente porque não queria assumir a paternidade da criança que ela teve

Leiagora

Homem condenado é preso por matar adolescente e sumir com o corpo

Foto: reprodução/PJC-MT

Um homem condenado pelo homicídio e ocultação de cadáver de uma adolescente, há 26 anos no município de Jangada, foi preso nesta terça-feira (20) na região de Rosário Oeste pela equipe da Gerência de Combate ao Crime Organizado, com apoio da Polícia Rodoviária Federal . 

Conforme a denúncia, Faustino Marques, de 54 anos, assassinou e sumiu com o corpo de Dionísia Gonçalves de Castro, que tinha 15 anos à época do crime. A adolescente desapareceu no dia 22 de abril de 1997, após pegar carona com o investigado. 

De acordo com a investigação, a menor morava em Várzea Grande e teve um relacionamento breve com o investigado quando esteve a trabalho na cidade de Jangada. Em abril de 1997, quando o filho tinha um ano de idade, ela foi até Jangada com a criança a fim de coletar sangue para um exame de DNA, na investigação de paternidade em relação ao réu. No retorno para casa, Faustino ofereceu carona à adolescente e ela nunca mais foi vista com vida. 

A criança foi encontrada, abandonada em uma estrada, quatro dias depois do desaparecimento da mãe, em uma área próxima ao Trevo do Lagarto, no município de Várzea Grande. 

A investigação apontou que Faustino Marques, ex-policial militar, assassinou e desapareceu com o corpo de Dionísia e o conselho de sentença do tribunal do juri, por maioria de votos o condenou pelo homicídio praticado por motivo fútil, uma vez que o réu matou a vítima somente porque não queria assumir a paternidade da criança. 

Em 2016, ele foi condenado a 18 anos de prisão pela Comarca de Rosário Oeste e recorreu da sentença no Tribunal de Justiça de Mato Grosso e no Superior Tribunal de Justiça. Ambas as instâncias negaram os recursos. 

 
Assessoria/Polícia Civil
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet