Cuiabá, segunda-feira, 17/06/2024
23:33:35
informe o texto

Notícias / Polícia

18/04/2024 às 08:45

VÁRZEA GRANDE

Bebê de 5 meses morre; proprietária de creche afirma que ele já estava doente e nega traumatismo

O menino chegou no hospital cianótico, mas com pulso, em parada cardiorrespiratória

Eloany Nascimento

Bebê de 5 meses morre; proprietária de creche afirma que ele já estava doente e nega traumatismo

Foto: Reprodução

Um bebê de 5 meses, Vicente Camargo, morreu na tarde desta quarta-feira (17) no berçário Espaço Criança Feliz, localizado no bairro Marajoara, em Várzea Grande. Ao Leiagora, a proprietária da creche relatou que a criança não estava bem durante a semana toda e negou que o óbito tenha ocorrido em virtude de um traumatismo craniano.  

“Ele não estava bem a semana toda, e aí, ele foi pro berçário, quando chegou lá passou mal e a gente levou para o hospital. Chegou lá e ele entrou em óbito”, relatou.

De acordo com o boletim de ocorrência, a equipe plantonista da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi acionada para atender a ocorrência de liberação de corpo de um bebê, de apenas cinco meses de idade, no Hospital Santa Rita, em Várzea Grande.

No local, foi informado que a criança foi levada pela proprietária da creche em que ficava, sendo diretamente direcionada ao box de emergência. Ele estava cianótico, mas com pulso, em parada cardiorrespiratória.

Consta ainda que o bebê não respondeu ao atendimento realizado, vindo a óbito às 16h41. 

Aos policiais, os funcionários da creche relataram que encontraram a vítima desacordada e acreditam que provavelmente tenha se engasgado com o leite.

Questionada sobre a informação de que a criança teria morrido por traumatismo craniano, a proprietária alegou que não ocorreu isso. “Essa informação não verídica. Ele tava passando mal”, afirmou dizendo ainda que irá aguardar o laudo oficial do IML.

"Nós estamos aguardando a conclusão do IML, né? Até porque a gente também não sabe o que aconteceu. Então assim, não tem como a gente se pronunciar mediante algo que a gente não sabe o que aconteceu com a criança", finalizou.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet