Cuiabá, segunda-feira, 15/04/2024
01:34:32
informe o texto

Notícias / Leia Rápido

08/07/2018 às 10:00

EUA estão aceitando menos refugiados, aponta dados da ONU

Maisa Martinelli

Um levantamento do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), divulgado na última quinta-feira (5), revelou que os Estados Unidos admitiram 33 mil refugiados em 2017, representando uma redução de quase dois terços em relação ao ano anterior.

A queda na admissão dos refugiados se deu no mesmo período em que Donald Trump chegou à Casa Branca em janeiro de 2017. Esse foi o primeiro ano, desde que o país adotou a Lei dos Refugiados em 1980, em que menos refugiados foram recebidos nos Estados Unidos. As outras nações acolheram, juntas, 69 mil.

Em 2016, durante o governo de Barack Obama, a Terra do Tio Sam foi responsável por receber 97 mil refugiados, na frente do resto do mundo, onde 92 mil foram acolhidos. Em 2017, os Estados Unidos continuaram liderando, com 33 mil refugiados admitidos, seguido do Canadá (27 mil), Austrália (15 mil), Reino Unido (6 mil), Alemanha, Suécia, França e Noruega, com 3 mil cada um.

Cerca de 30% da população mundial deslocada era representada por refugiados em 2017, 56% oriundos do Oriente Médio e Norte da África (principalmente da Síria), 23% de países subsaarianos e 15% da Ásia.

Para o ano fiscal de 2018, o presidente americano diminuiu a cota de refugiados para 45 mil dos 100 mil estabelecidos pelo Obama para 2017 ? que não foram alcançados.

O indicativo é que a nova meta também não seja cumprida, já que falta apenas três meses para fechar o ano fiscal de 2018 e, até o momento, somente 16 mil refugiados foram acolhidos nos Estados Unidos, o que significaria um novo recorde negativo.

Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 
 
Sitevip Internet