Cuiabá, terça-feira, 15/10/2019
18:20:44
informe o texto

Notícias / Política

22/04/2019 às 19:20

'É lamentável a situação do Estado', diz Mendes sobre calamidade financeira

Mendes falou com a imprensa após evento com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na tarde desta segunda (22)

Luzia Araújo

'É lamentável a situação do Estado', diz Mendes sobre calamidade financeira

Foto: Mayke Toscano - Secom/MT

O governador Mauro Mendes avaliou, com naturalidade, o fato do Governo Federal, por meio da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), não ter reconhecido a situação de calamidade pública financeira, decretada por ele no início da sua gestão. Mendes disse que o fato não muda a realidade lamentável que existe no Estado.
 
“Avalio com naturalidade. Foram seis Estados que decretaram. O governo não reconheceu, mas isso não muda nada a realidade lamentável que temos em Mato Grosso. Gostaria que se eles não reconhecessem, tudo aquilo que existe no Estado não fosse verdade, mas lamentavelmente é”, disse Mendes à imprensa após evento com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na tarde desta segunda-feira (22), em Cuiabá.
 
Mesmo com a negativa do Governo Federal, o governador acredita que a medida colaborou para melhorar a situação de Mato Grosso. “Está ajudando em outras coisas. Por exemplo, já renegociamos com o Bank Of America. Existem várias ações que foram decorrentes, não do decreto em si, mas da lamentável situação em que o Estado se encontra”, completou.  

Sobre a previsão receber algum recurso vindo do Governo Federal, Mendes disse que tem realizado insistentes conversas em Brasília e até o momento não conquistou nada prático. “O que temos feito é virado com o recurso que temos no Estado e, graças a Deus, conseguimos perceber que Mato Grosso está começando a dar sinais de que vai se recuperar”, afirmou.

“Certamente é muito necessário a ajuda do Governo Federal, mas tenho um estilo um pouco diferente. Não fico, como já vi em tempos pretéritos, “a tudo depende do Fex", “a tudo depende da União”. Faço a lição de casa. Estou trabalhando com as nossas pernas. Estou pedindo ajuda do Governo Federal, mas se ela não vier vou ficar aqui só justificando? Não. Vamos trabalhar, economizar, buscar receita nova dentro do Estado, que é gigante e tenho certeza que tem condições de se recuperar”, completou o chefe o executivo sobre a ajuda do Governo Federal. 

Mendes disse ainda que não está decepcionado com o presidente Jair Bolsonaro. “O presidente tem os seus problemas. A princípio, cada um cuida do seu. Ele está cuidando do Brasil. Estou cuidando de Mato Grosso. Sempre esperamos mais. Como um prefeito espera do governador, mas tem que ver se é possível fazer. O meu papel de pedir e estou fazendo. Agora, vamos construir,  junto com a bancada federal, que essa ajuda possa acontecer ao Estado”, disse. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Como você acha que está a violência em Mato Grosso neste ano?

Você deve selecionar uma opção
Enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet