Cuiabá, terça-feira, 15/10/2019
17:42:10
informe o texto

Notícias / Política

24/04/2019 às 14:44

Wilson segue condenado e terá que devolver R$ 6 milhões

O parlamentar se manifestou por meio de nota afirmando que irá recorrer na Justiça para reformar a decisão

Leiagora

Wilson segue condenado e terá que devolver R$ 6 milhões

Foto: Reprodução da internet

O deputado estadual, Wilson Santos (PSDB), teve os embargos de declaração rejeitados pelo juiz da Vara Especializada de Ação Civil Pública e Ação Popular, Bruno D’Oliveira, que manteve a condenação do tucano ao pagamento de R$ 6 milhões por improbidade administrativa, quando foi prefeito de Cuiabá.
 
No entanto, o parlamentar se manifestou por meio de nota afirmando que irá recorrer na Justiça para reformar a decisão, alegando que não houve intenção de gerar prejuízo aos cofres públicos.
 
O Ministério Público do Estado apontou que Wilson firmou vários termos especiais de parceria com particulares, pessoas físicas ou jurídicas, para utilizar canteiros e rotatórias para veicular publicidade, com a dispensa de processo licitatório.
 
Diante disso, Wilson perdeu os direitos políticos por seis anos e está proibido de contratar com o poder público ou receber benefício fiscal por cinco anos. Ele também terá que devolver R$ 12 milhões, sendo R$ 6 milhões correspondentes ao termos e os outros R$ 6 milhões como multa. O tucano pode recorrer antes de perder seus direitos políticos.
 
Nota de Esclarecimento
 
O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) afirma que respeita, mas vai recorrer ao Tribunal de Justiça para reformar a decisão do juízo de primeiro grau. 
 
Como a fase de produção de provas não está esgotada, tem a plena convicção de que vai comprovar nos autos do processo que não houve dolo (consciência e vontade no termo jurídico), para gerar prejuízo aos cofres públicos e tampouco alguma ação negligente ou omissão que veio a prejudicar o município.  
 
Isso por conta de suas ações sempre pautadas pela transparência e pelo compromisso de auxiliar os órgãos de fiscalização enquanto exerceu o mandato de prefeito de Cuiabá. 

 
Com informações da assessoria

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Como você acha que está a violência em Mato Grosso neste ano?

Você deve selecionar uma opção
Enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet