Cuiabá, domingo, 16/06/2019
17:24:30
informe o texto

Notícias / Mato Grosso

02/05/2019 às 14:46

'Vai embora o investimento da saúde todo em frete aéreo, e isso é triste', diz prefeita de São Félix do Araguaia

'Se adoece alguém e o médico regula para Cuiabá, tem que tirar de avião, e o frete aéreo custa 13 mil reais'

Maisa Martinelli/ Iury Lupaudi

Janailza Taveira Leite, prefeita de São Felix do Araguaia (1.200 km de Cuiabá), concedeu uma entrevista exclusiva ao Leiagora/LTV. Natural de Rio Grande do Norte, com apenas cinco anos residindo na cidade, foi candidata nas eleições para a Prefeitura, de onde saiu vitoriosa.

Ela conta que a decisão de vir para Mato Grosso surgiu quando, na época em que morava em São Paulo, conheceu um mato-grossense – hoje seu marido – e tiveram a vontade de seguir a vida no estado.

Ela conta que a política entrou em sua vida naturalmente desde criança, quando seu pai a colocava em cima de carros nos comícios. “Em São Félix do Araguaia cheguei para trabalhar na parte jurídica, onde fazia assessoria jurídica para municípios e Câmara dos Vereadores, e a política foi naturalmente acontecendo”, explica ela, destacando que se filiou em um partido em 2015.

O município tem sido destaque na representação feminina, onde a presidente da Câmara é mulher, além de um terço do quadro de funcionários também ser composto por mulheres. “Nós temos que mostrar o potencial feminino de forma igualitária aos homens, sem querer ser protegida por ser mulher. A gente tem que se destacar pelo trabalho que desenvolve”, pontua Janailza.

A prefeita considera que o papel da mulher na vida política é fundamental. “As mulheres têm um critério administrativo, que, às vezes, conseguem se sobressair melhor que os homens – não querendo dizer que os homens não são capazes”, alega.

Questionada sobre a calamidade financeira que assola o estado, ela revela que a crise afeta também as cidades mais distantes. “O município de São Félix não é diferente dos demais do estado de Mato Grosso, todos estão passando por dificuldades”, diz.

No entanto, ela considera que o governador Mauro Mendes está demonstrando interesse em solucionar a situação, já que ele encontrou o estado como um verdadeiro “abacaxi pra descascar”.

Leite aponta que o setor que mais necessita investimento é a saúde, porém afirma que o município não tem medido esforços para suprir essa necessidade. “Se adoece alguém e o médico regula para Cuiabá, tem que tirar de avião, e o frete aéreo custa 13 mil reais. Vai embora o investimento da saúde todo em frete aéreo, e isso é triste, porque nós poderíamos estar investindo mais nas outras atenções básicas para incrementar a saúde pública do município. Mas nós não podemos deixar ninguém morrer por falta de atendimento, então mandamos para Cuiabá”, diz a prefeita, enfatizando que a Central de Regulação fica na capital, ou seja, muito distante da cidade.

Pensando na melhoria do setor, Janailza adianta que um hospital está sendo finalizado na cidade, que tem previsão de inauguração ainda neste semestre, onde mais de 50 mil pessoas poderão se beneficiar de um atendimento de qualidade.

A gestora ainda fala sobre o turismo, que é um dos principais carros-chefes de São Félix, que é conhecida no estado por suas belas praias, Rio Araguaia e uma natureza estonteante.

Acompanhe o vídeo e veja a entrevista na íntegra.

Vídeo Relacionado