Cuiabá, terça-feira, 18/06/2019
05:13:09
informe o texto

Notícias / Rondonópolis

11/06/2019 às 16:38

Sétima edição do O Rio é Nosso recolhe 26 toneladas de lixo do Arareau

O desafio contou com a participação de diversos voluntários

Leiagora

Sétima edição do O Rio é Nosso recolhe 26 toneladas de lixo do Arareau

Foto: Assessoria

Munidos de luvas e sacos de lixo, os participantes do Projeto O Rio é Nosso encararam, no sábado (8), novamente o desafio de retirar os entulhos encontrados às margens e no leito do Riberão Arareau. Ao longo dos 18 trechos demarcados, os voluntários removeram 26 toneladas de detritos. Da coleta saíram mobiliários e utilidades domésticas como sofás, colchões e tábuas de passar roupas entre outros, além de eletrodomésticos como televisões e eletrônicos como computadores, peças de carros e os mais variados resíduos. 

Organizado por uma parceria entre a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma), o Juizado Volante Ambiental (Juvam) e com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT), o projeto reuniu membros de entidades do setor público e privado, além do terceiro setor.

Na sua sétima edição, O Rio é Nosso já faz parte do calendário de mobilizações envolvendo a sociedade de Rondonópolis e, segundo o secretário de Meio Ambiente, João Fernando Copetti Boher, a quantidade de pessoas engajadas na causa superou as expectativas que, inicialmente, previa 650 colaboradores.

“Tivemos 850 voluntários dedicando sua manhã de sábado e oferecendo sua mão de obra e esforço para a limpeza desse rio maravilhoso. Nós só temos a agradecer a eles e, como o nome do projeto afirma, O Rio é Nosso, é de todos nós. Por isso, insistimos em dizer que todos devem se envolver nessa questão do meio ambiente. Saúde ambiental é qualidade de vida para a população e a cidade merece esse apreço”, reforça. Copetti ainda lembra que toda a sociedade pode contribuir para o O Rio é Nosso durante o ano inteiro e de uma maneira muito simples: não depositando lixo no Arareau.

Traçando um paralelo entre o volume de material coletado na primeira edição, em 2015 – que contabilizou 300 toneladas – e o deste ano, Copetti avalia que o evento tem atingido seu objetivo, que é de educar ambientalmente as pessoas para que cuidem da natureza e não descartem lixo em rios – que são locais inapropriados para isso. “Quando a quantidade retirada é cada vez menor, fica evidenciado que o cidadão está descartando menos detritos no Arareau e, assim, está mais consciente sobre a atitude correta em relação ao meio ambiente”, observa.

No entanto, ao se comparar a massa de resíduos entre o ano passado – 22 toneladas – e o atual, constata-se que houve um aumento desta vez. O secretário contextualiza, mas também, acredita que o fato é um alerta: “Por um lado tivemos mais pessoas participando do projeto e, em consequência, é possível pegar mais objetos. Porém, se ainda há o que recolher é porque alguém tem sido negligente e continua depositando o que não deve no Arareau. O ideal é termos muita gente ajudando mas, de preferência, nenhum descarte ou, pelo menos, uma porção cada vez menor de sujeira”.

Copetti também frisa que não é só o dia da coleta dos entulhos que marca a ação. Funcionando como motor para despertar a consciência ecológica e dinamizar reações práticas que beneficiem a natureza, O Rio é Nosso é um processo que começa bem antes do dia do evento. “Mais do que um ato de limpeza, propriamente dito, o projeto é um trabalho de conscientização ambiental. São 50 dias, em média, de preparação, divulgação e orientação dos colaboradores que vêm voluntariamente participar. E, mais do que isso, com esses cuidados, passamos para a população da área do entorno a ideia da importância da limpeza desses trechos”, assinala o secretário.

Aqueles que identificarem qualquer descarte irregular devem denunciar à Semma. Além do telefone da Pasta – 3411-5108 –, pode-se entrar em contato com a Gerência de Fiscalização da Semma – 9 9231-0174 – ou com o Disque Denúncia – 9 9234-4005.

 
Com informações da assessoria de imprensa, Roberta Azambuja / Prefeitura de Rondonópolis 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet