Cuiabá, terça-feira, 10/12/2019
21:14:41
informe o texto

Notícias / Polícia

19/07/2019 às 17:42

Manifestantes pedem por justiça pelo assassinato de menina de 8 anos

Moradores de Sorriso se reuniram em frente ao Centro de Ressocialização para pedir que suspeito pague pelo crime.

Bruno Bortolozo

Manifestantes pedem por justiça pelo assassinato de menina de 8 anos

Foto: Heverton Luiz/Sorriso FM

Familiares, amigos e população em geral protestaram na tarde desta sexta-feira (19), pedindo por justiça pela morte de Natalya Bianca Lima Gonçalves, de 8 anos de idade, que foi vítima de estupro e asfixia.

Após o enterro da criança, no Cemitério Municipal de Sorriso, os manifestantes foram até o Centro de Ressocialização da cidade, local para onde o suspeito foi levado após passar por audiência de custódia. Com cartazes e palavras de ordem, todos pediram para que a justiça fosse feita.

A prisão preventiva de Jonatan Nicolas Duarte, de 20 anos de idade, foi decretada no fim da manhã de hoje. Com isso, ele fica preso por tempo indeterminado até o julgamento, que não tem data para acontecer.
Por enquanto, o suspeito, que confessou o crime, permanecerá em Sorriso. Contudo, existe a possibilidade de que ele seja transferido para o presídio Ferrugem, em Sinop.

Conforme o Portal Leiagora já informou, Jonatan foi preso na noite desta quinta-feira (18), suspeito de estuprar e matar Natalya, de 8 anos de idade. Segundo a Policia Civil, o crime aconteceu na noite de quarta-feira (17), na casa da vítima, no bairro São José.

O suspeito mora nos fundos de uma casa vizinha. Os pais da garota são separados e durante o período noturno, rotineiramente, enquanto a mãe trabalha, ela ficava com o pai. Porém, na noite do crime, a menina pediu pra ficar em casa, brincando com as crianças que moram nas casas vizinhas e a mãe autorizou.

Por volta das 23 horas, a menina foi dormir. Uma das vizinhas foi conferir se estava tudo bem e retornou pra residência dela. No espaço de tempo até a mãe da vítima chegar do trabalho, o rapaz teria entrado no quarto da garota e cometido o crime.

Em depoimento, segundo a polícia, o suspeito disse que, quando percebeu que ela estava sem reação, vestiu a menina e saiu. Quando a mãe chegou do trabalho, percebeu que a filha estava desmaiada e a levou ao Hospital Regional. No entanto, quando chegou na unidade os médicos constataram que ela estava morta.

O exame de necropsia foi feito e o resultado foi de que a menina foi asfixiada e estava com lesões nas partes íntimas. As investigações levaram os policiais até o suspeito, que foi preso em flagrante. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet