Cuiabá, segunda-feira, 16/12/2019
09:07:13
informe o texto

Notícias / Geral

01/08/2019 às 08:50

Aula inaugural dá início às atividades na Escola Militar de Rondonópolis

A unidade educacional vai atender 270 alunos, matriculados no 7º ao 9º ano do ensino fundamental

Leiagora

Aula inaugural dá início às atividades na Escola Militar de Rondonópolis

Foto: Assessoria Seduc-MT

A oitava escola militar da rede estadual de Mato Grosso deu início em suas atividades nesta quarta-feira (31), com a cerimônia de aula inaugural para os 270 alunos matriculados na unidade. A Escola Militar Tiradentes Major PM Ernestino Veríssimo da Silva, localizada no município de Rondonópolis (a 212 quilômetros ao sul de Cuiabá), vai atender alunos do 7º ao 9º ano do ensino fundamental.

A rede estadual de ensino conta com sete escolas administradas pela Polícia Militar e uma pelo Corpo de Bombeiros. Uma das escolas está localizada em Cuiabá e as demais nos municípios de Confresa, Juara, Nova Mutum, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Alta Floresta (do Bombeiros) e agora em Rondonópolis.

Juntas, essas escolas atendem cerca de 3 mil alunos no ensino fundamental e médio.

Conforme destacou a secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, a gestão na escola militar de Rondonópolis, assim como nas demais escolas Tiradentes, será feita em parceria entre a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que ficará com a coordenação pedagógica, e a Polícia Militar, responsável pela direção.

“As escolas militares tem sido referência com relação ao índice de Desenvolvimento da Educação Básica em Mato Grosso. É referência também no projeto político pedagógico e nas questões de disciplina, organização e, principalmente, em questões de valores”.

A secretária destacou ainda a construção de uma escola no bairro Maria Tereza, em Rondonópolis, cuja obra será retomada nos próximos dias. “Lá será a nova sede da escola militar e terá capacidade para ampliação do atendimento de alunos”.

O comandante-geral da PM, coronel Jonildo Assis, ressaltou que a principal característica da escola militar é o respeito, o valor e a própria cultura dentro do seio familiar.

“Os pais e os próprios alunos, ao observarem os excelentes resultados da Escola Tiradentes de Cuiabá, alimentaram o desejo de fazer parte da instituição, que tem na sua cultura educacional fundamentos consolidados na hierarquia e disciplina”.

Segundo o comandante, na escola militar o aluno é influenciado a respeitar a sua família e é mostrado a ele que seus sonhos e desejos serão alcançados com muito esforço pessoal.

“Aqui nossa relação é voltada para a formação do cidadão, com visão global e desenvolvimento cognitivo e social. Trabalhamos com alunos de forma que ele alcance voos mais altos. Ele não é só objeto, ele é sujeito de sua própria transformação. Isso, durante toda a sua vida, influenciando na organização social”.

O diretor da Escola, tenente-coronel Marcos Antônio, disse que com a implantação da escola militar, o Governo do Estado oferece a Rondonópolis mais um sistema de ensino, o qual as famílias acreditam e depositam confiança, matriculando seus filhos e netos para que recebam uma educação diferenciada no que se refere ao ambiente escolar.

“Sabemos que das diversas situações num ambiente escolar acabam prejudicando de alguma forma o sucesso do processo de ensino-aprendizagem do aluno. Nesse momento a polícia militar faz essa parceria para garantir que esse processo seja potencializado.

Eliza Farias de Oliveira, mãe de um aluno do 9º ano, explica que o próprio filho escolheu entrar para escola e ela aprovou a escolha do filho porque sabe que a instituição além de oferecer disciplina aos alunos também é referência no ensino.

“Ele está amando a escola, tanto que já pensa em seguir carreira militar. Eu apoio as escolhas dele e acho que vai ter muito sucesso aqui”, disse Eliza, acrescentando que a sua expectativa é que a escola ofereça também, em 2020, o ensino médio para que o filho possa continuar na instituição.

Também participaram da cerimônia o deputado estadual Sebastião Rezende, o prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio, vereadores do município, os assessores pedagógicos e professores do Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (Cefapro) de Rondonópolis, técnicos da Seduc, militares da PM e do Corpo de Bombeiros, professores e gestores da rede estadual.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet