Cuiabá, sábado, 19/10/2019
07:03:03
informe o texto

Notícias / Polícia

16/09/2019 às 14:11

Homicídios reduzem no Estado durante operação na PCE

Nos primeiros 30 dias da operação foram apreendidos 171 celulares, 506 chips, 12 baterias avulsas, 352 cadernos com anotações feitas por presos

Leiagora

Homicídios reduzem no Estado durante operação na PCE

Foto: Christiano Antonucci

O número de homicídios caiu no Estado durante os 30 dias da operação na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá. Entre 12 de agosto e 13 de setembro deste ano, houve redução de 30% no número de homicídios no Estado, em comparação com o mesmo período do ano passado.

 O secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, disse que a ação de limpeza e reorganização deflagrada pela Secretaria de Segurança Pública (Sesp) na unidade prisional surtiu reflexos positivos, entre eles a redução de índices criminais como homicídios, roubos e furtos. A avaliação foi feita durante coletiva com a imprensa nesta segunda-feira (16) para apresentar os primeiros resultados da operação.

O número de roubos de veículos caiu em 23% e o de roubos total em 20%, todos no mesmo período comparativo. 

“Foi um conjunto de medidas tomadas com a operação na PCE que já apresenta reflexos na área externa, gerando mais tranquilidade à sociedade”, pontuou Bustamante, acrescentando que todas as ações para reorganização da penitenciária foram realizadas sem a necessidade de um único disparo de armas.

“Realizamos a primeira fase com muito profissionalismo e servidores qualificados e assim seguiremos agora para a segunda fase, com aprimoramento de procedimentos internos e mudanças como dias de visitas, volume de alimentos levado por visitantes e circulação de dinheiro, além é claro, das melhorias que estão sendo finalizadas. Não teremos nem mais e nem menos, faremos o que é previsto de acordo com o que determina a lei”, reforçou o secretário de Segurança Pública.

Balanço

Nos primeiros 30 dias da operação na PCE foram apreendidos das celas 171 celulares, 506 chips, 12 baterias avulsas, 352 cadernos com anotações feitas por presos, além de dezenas de armas artesanais e sete quilos de entorpecentes. Os materiais foram encaminhados à Polícia Civil para investigação.

Com informações da Assessoria, Raquel Teixeira, Sesp/MT

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Como você acha que está a violência em Mato Grosso neste ano?

Você deve selecionar uma opção
Enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet