Cuiabá, terça-feira, 15/10/2019
20:37:08
informe o texto

Notícias / Geral

16/09/2019 às 18:30

Musa fitness Sue Lasmar conta como superou o efeito sanfona

O equilíbrio foi essencial para a musa construir o corpo sarado de hoje

Leiagora

Musa fitness Sue Lasmar conta como superou o efeito sanfona

Foto: Assessoria

Já teve a experiência de emagrecer e logo em seguida engordar? Saiba que o fenômeno tem nome pode ser mais perigoso do que imagina. O efeito sanfona, no geral, acomete pessoas que embarcam em dietas restritivas e pode aumentar o risco de doenças graves.

Tido por muitos como uma fase, o efeito tem consequências não apenas para a estética como também para o organismo. Segundo pesquisa publicada no periódico americano New England Journal of Medicine, engordar e emagrecer ciclicamente aumenta o risco de problemas cardiovasculares e de morte prematura, em especial nos grupos de risco para doenças do coração, ou pessoas com níveis altos de colesterol.

Nesse quadro de instabilidade do peso, o cérebro interpreta a perda de massa como uma ameaça à integridade do organismo, que por consequência, queima menos calorias e torna o metabolismo mais lento. É um instinto de preservação do corpo para reaver o peso perdido.

A musa fitness Sue Lasmar conviveu com o problema por anos. E conta que o segredo para driblar o efeito foi mudar a alimentação. “É deixar de lado dietas rígidas e manter uma alimentação equilibrada para o resto da vida e isso, pelo menos pra mim, é super complicado de fazer, mas é necessário um esforço”.

A mudança na alimentação é significativa, já que com a nutrição adequada das células, elas começam a exercer as funções corretamente, melhorando o sistema como um todo. “Ter ciência do problema é o primeiro passo. Foi um processo demorado mas com perseverança e os profissionais certos é possível. Acho que quem sofre disso deve sim procurar ajuda, caso não consiga por conta própria”.  

Aposte na moderação
Segundo a musa o segredo é o equilíbrio. Se escolher um prato mais calórico, escolha sobremesas mais leves, como uma salada de frutas. Álcool e comidas gordurosas são outra combinação a se evitar. “Quando for escolher a refeição,  avalie com calma o que está com mais vontade, é sempre bom lembrar que é você que escolhe a comida e não o contrário”.

Fazer um mínimo de exercícios
Não é preciso ser nenhum fitness de carteirinha. Com 30 minutos de exercício por dia — seja em um percurso de bicicleta ou uma caminhada de meia hora —, já é possível equilibrar a rotina e manter-se em forma.

Água nunca é demais
A maior parte do corpo é formado é composto por água, sendo a ingestão regular de líquido, fundamental.“ É bom variar, investir em diferentes sabores de sucos naturais, água de coco, água e vitaminas, combinações que agregam nutrientes e ajudam na hidratação do corpo”.

Sem restrições
A diferença de uma dieta restritiva para uma alimentação saudável, é a noção de prazer. É possível se alimentar bem, sem passar vontades. Doces e frituras podem incorporar o cardápio, desde que esporadicamente. “É uma questão de limitar e não de cortar”, reitera.
Direto da assessoria

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Como você acha que está a violência em Mato Grosso neste ano?

Você deve selecionar uma opção
Enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet