Cuiabá, terça-feira, 07/07/2020
08:18:56
informe o texto

Notícias / Agro e Economia

17/09/2019 às 08:31

Balança comercial registra déficit na segunda semana do mês

Diferença entre importações e exportações fica em US$ 552 milhões

Leiagora

Balança comercial registra déficit na segunda semana do mês

Foto: Reprodução

A balança comercial brasileira registrou, na segunda semana de setembro, déficit de US$ 552 milhões, segundo dados divulgados hoje (16) pela Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia. As exportações no período de cinco dias úteis chegaram a US$ 4,822 bilhões, enquanto as importações foram de US$ 5,374 bilhões. O saldo corrente é de US$ 10,196 bilhões.

Na primeira semana do mês, a balança apresentou supéravit de US$ 1,539 bilhão. O saldo negativo se deve em boa parte à redução de 34,8% na venda de produtos básicos, que caíram de US$ 539,5 milhões para US$ 351,9 milhões, por conta de minério de ferro, petróleo em bruto, milho em grãos, soja em grãos e minério de cobre.

Também contribuiu para o resultado a redução no volume de exportações de produtos semimanufaturados de US$ 120,6 milhões para US$ 80,1 milhões, um recuo de 33,6%, em razão da queda na venda de de semimanufaturados de ferro/aço, celulose, ferro-ligas, couros e peles, catodos de cobre.

Por outro lado, a média das exportações da segunda semana chegou a US$ 964,4 milhões, ficando 1,4% acima da média de US$ 951,3 milhões da primeira semana. O saldo se deve ao aumento de 82,8% nas exportações de produtos manufaturados, que passaram de US$ 291,3 milhões para US$ 532,5 milhões.

As vendas de plataforma de exploração de petróleo, óxidos e hidróxidos de alumínio, gasolina, veículos de carga, coque e betume de petróleo impulsionaram o resultado.

“Na comparação das médias até a segunda semana de setembro de 2019 em relação às de setembro do ano passado, houve recuo de 5,1% nas exportações, de US$ 1,010 bilhão para US$ 957,9 milhões. As principais reduções foram nas vendas de produtos semimanufaturados (-31,3%), de US$ 146,1 milhões para US$ 100,3 milhões, e básicos (-15,2%), de US$ 525,8 milhões para US$ 445,7 milhões. Já as vendas de produtos manufaturados aumentaram 25,2%, de US$ 329,0 milhões para US$ 411,9 milhões”, informou o Ministério da Economia.

No mês, as exportações somam US$ 9,579 bilhões e as importações, US$ 8,647 bilhões, com saldo positivo de US$ 932 milhões. No ano acumulado do ano, as exportações totalizam US$ 158,218 bilhões e as importações, US$ 125,742 bilhões, com saldo positivo de US$ 32,475 bilhões.

 
Direto de Brasília, Luciano Nascimento, Estadão Conteúdo

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet