Cuiabá, domingo, 20/09/2020
17:42:59
informe o texto

Notícias / Política

09/12/2019 às 11:23

STF investiga se Geller levantou R$ 30 milhões para eleger Eduardo Cunha presidente da Câmara

STF abriu inquérito para apurar se Cunha comprou votos de deputados para se eleger presidente da Câmara, em 2015

Fernanda Leite

STF investiga se Geller levantou R$ 30 milhões para eleger Eduardo Cunha presidente da Câmara

Foto: Leiagora

O Supremo Tribunal Federal (STF) fez a abertura de 1 inquérito para apurar se o deputado cassado Eduardo Cunha (MDB-RJ) comprou votos de deputados federais para se eleger presidente da Câmara dos Deputados, em 2015.

A decisão foi motivada pelo acordo de delação premiada do ex- executivo do grupo J&F Ricardo Saud. Segundo a PGR, teria sido liberado o pagamento de 30 milhões de reais para que Saud pudesse “persuadir os congressistas” de que a eleição de Cunha seria “a melhor opção para fazer contraponto à então presidente Dilma Rousseff”.

O foco das investigações será o atual deputado mato-grossense Nery Guller (PP). Conforme a revista Veja, o ex-ministro da Agricultura abriu uma portaria que baniu do mercado o uso de “avermectinas”, um agrotóxico poderoso barrado em outros países. “A decisão impulsionou as exportações da J&F aos EUA. Suspeita-se que isso pode ser o fato gerador dos 30 milhões de reais aos congressistas”, diz trecho da nota da revista.

Outro lado

O líder da bancada, deputado federal Neri Geller, esclarece que nunca manteve qualquer tipo de vínculo ou proximidade com Eduardo Cunha e reitera que sua  indicação ao Ministério da Agricultura se deu pela Frente Parlamentar da Agricultura (FPA), pelo seu perfil técnico, na condição de produtor e empresário, ou seja, sem nenhum vínculo direto com partidos. A assessoria jurídica do parlamentar tomará as medidas cabíveis.

 
Com informações Revista Veja 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet