Cuiabá, quinta-feira, 09/04/2020
10:46:44
informe o texto

Notícias / Política

25/03/2020 às 11:30

Mendes ignora Bolsonaro e afirma que mantém quarentena no Estado

Presidente do país disse que governadores estão "arrebentando" com o Brasil

Camilla Zeni

Mendes ignora Bolsonaro e afirma que mantém quarentena no Estado

Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), decidiu ignorar o último pronunciamento feito pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), e afirmou que mantém o pedido de quarentena no Estado.

“Vamos continuar a restringir o convívio social e a preparar toda a estrutura necessária para atender aos possíveis doentes do coronavírus. Mas não iremos proibir nenhuma atividade econômica essencial, desde que haja a devida obediência às regras sanitárias”, disse Mauro, na manhã desta quarta-feira (25).

Na noite de ontem (24), Bolsonaro disse, em rede nacional, que os governadores estão acabando com o país diante das medidas adotadas frente ao novo coronavírus.

O presidente também classificou a pandemia do coronavírus como uma "gripezinha" e afirmou não entender a importância de fechar as escolas, considerando que o vírus teria efeitos mais graves "apenas em pessoas com mais de 60 anos".

Em Mato Grosso, a prorrogação do início das aulas - que iria começar no dia 23 de março em razão de greves em 2019 - foi uma das primeiras medidas adotadas por Mauro Mendes.

O governador considerou as recomendações do próprio Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde, que afirmaram que a restrição do contato social seria a maneira mais eficaz de conter os avanços do vírus.

Atualmente, segundo o Ministério da Saúde, o Brasil registra 46 mortes pela Covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus). O número de pessoas infectadas é de 2.201. Em Mato Grosso eram sete casos confirmados e 269 suspeitos conforme o último boletim divulgado.

Já no mundo, o coronavírus registrou mais de 401 mil casos confirmados desde o início da pandemia, em dezembro de 2019. O número de mortes também ultrapassa 18 mil casos.

 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet