Cuiabá, sábado, 06/06/2020
08:31:20
informe o texto

Notícias / Política

21/05/2020 às 18:33

Secretario de Governo de Cuiabá rebate acusações de Carvalho e manda ele se calar

Para Sardinha, as críticas proferidas pelo secretário são orquestradas, com o intuito de desconstruir os bons resultados de Cuiabá no combate à Covid19.

Kamila Arruda

Secretario de Governo de Cuiabá rebate acusações de Carvalho e manda ele se calar

Foto: Luiz Alves

O secretário de Governo da Capital, Lincoln Sardinha, rebateu as alfinetadas do titular da Casa Civil do Estado, Mauro Carvalho, e o acusou de estar transformando a pandemia do novo coronavírus em embate político.

“Fica a indagação: Mauro Carvalho, por que não te calas? É melhor ser um gestor que age sempre em defesa do povo do que um omisso falastrão”, disse o integrante do primeiro escalão municipal. 

A postura do secretário é uma reação às declarações de Carvalho que disse que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) não criou nenhum leito novo para respaldar os pacientes infectados pelo novo vírus, mesmo tendo recebido R$ 25 milhões do Governo Federal.

Para Sardinha, as críticas proferidas pelo secretário são orquestradas, com o intuito de desconstruir os "bons resultados" de Cuiabá no combate à Covid19 e aproveita para falar que a gestão estadual não tem "sensibilidade social".

“O governo criticou até a maneira planejada e responsável com que o isolamento social foi adotado na cidade. Sem o distanciamento, que é a atitude mais eficiente no combate ao coronavírus, quantas vidas mais teriam sido perdidas? Definitivamente, esse governo carece de sensibilidade social”, alfineta.

Desta forma, ele aconselha os integrantes da administração estadual a se ocuparem em criar mais mecanismos de combate à pandemia, ao invés de tentar politizar o momento.

“A prefeitura está fazendo seu dever de casa, deu o exemplo mediante a suspensão do pagamento da verba indenizatória do prefeito, vice e secretários. Economia de R$ 660 mil que será traduzida em um justo auxílio a mais de 1600 mil trabalhadores”, completou.

A bronca é porque o governador Mauro Mendes (DEM) foi na contramão e instalou a Verba Indenizatória no Executivo Estadual para cargos do alto escalão do governo. 

“Não é a prefeitura que deve explicar a destinação de quase R$ 2 milhões por ano com uma verba secreta para atender despesas pessoais de vossa senhoria e do governador, que poderia ser empregada em medidas de enfrentamento à pandemia”, pontua o secretário, acrescentando ainda que a Prefeitura de Cuiabá não emprega de artifícios escusos em um momento de tamanho sofrimento para beneficiar ex-sócios.

O secretário aproveitou para elencar medidas tomadas pela prefeitura como a garntira da merenda escolar, , atenção à saúde mental dos profissionais da saúde, entre outras. "Eu fico aqui me perguntando:  secretário Mauro Carvalho, por que o senhor  não se ocupa em responder onde estão os R$10 milhões enviados à Santa Casa?”.

Vale só lembrar, que a Santa Casa ficou fechada devido à ausência de repasses do municípios para o hospital, que na época era filantrópico.

Por tudo isso, Mauro Carvalho, finalizo minha avaliação com um pedido à vossa senhoria: vá trabalhar!”, finalizou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet