Cuiabá, quarta-feira, 12/08/2020
00:06:48
informe o texto

Notícias / Geral

02/07/2020 às 18:36

Com covid-19, seis índios da etnia Xavante estão na UTI em Barra do Garças

Segundo Ministério da Saúde, 139 contraíam o novo coronavírus e 16 vieram a óbito.

Eduarda Fernandes

Com covid-19, seis índios da etnia Xavante estão na UTI em Barra do Garças

Xavantes

Foto: Lígia Vendramin/Sema-MT

Seis índios da etnia Xavante estão internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por covid-19, em Barra do Garças. A informação foi divulgada pelo deputado estadual Dr. Eugênio (PSB), que em sessão extraordinária da Assembleia Legislativa realizada na manhã desta quinta-feira (2) apresentou requerimento para que o Parlamento disponibilize medicamento e insumos para os povos indígenas.

“Está um verdadeiro caos aqui no Araguaia, são mais de 100 Xavantes contaminados, são seis pacientes Xavantes internados na UTI de Barra do Garças. Todas as etnias ali do Parque Nacional do Xingu já estão comprometidas. Enfim, está um verdadeiro caos no atendimento à covid aqui no Araguaia com os povos indígenas”, alertou.

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) do Ministério da Saúde, até as 17h desta quinta (1), 139 índios da etnia Xavante já haviam contraído o novo coronavírus. Deste total, 99 estão na fase ativa da doença e 16 vieram a óbito.

Frente Parlamentar
Em reunião virtual realizada na manhã de hoje, a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas discutiu ações para o combate da covi-19 junto ao povo Xavante. Reuniu lideranças de diversas etnias, parlamentares federais, gestores dos governos federal, estadual e dos municípios e representante do Ministério Público Federal (MPF).

Na ocasião as lideranças indígenas reclamaram da falta de estrutura para atendimento dos contaminados. Valeria Paye, representante da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) destacou que são necessárias ações emergenciais para salvar o povo Xavante.

O líder indígena Lúcio Xavante cobrou a instalação do Hospital de Campanha na região, para atendimento não somente do seu povo, mas das demais etnias da região. “Os hospitais de Barra do Garças não estão mais conseguindo atender a demanda”, destacou.

A situação também foi exposta pelo prefeito de Barra do Garças, Roberto Farias. Segundo ele, todos os leitos públicos de UTI da cidade estão com indígenas Xavante. “Barra do Garças precisa urgentemente de respiradores e de remédios. Nos preparamos para atender uma demanda e hoje estamos atendendo mais que o dobro. As UTIs da nossa cidade hoje atendem localidades em um raio de 1 mil quilômetros. Atendemos indígenas e não indígenas, mas infelizmente hoje a maior demanda é do povo xavante”, lamentou.

O prefeito cobrou ainda ações práticas como lockdown nas aldeias, a testagem em massa dos indígenas e isolamento dos contaminados. A deputada Rosa Neide destacou que este era o objetivo da reunião: acolher as demandas da região para que em conjunto, as autoridades federais, estaduais e municipais possam providenciar urgentemente as resoluções.

Barreiras sanitárias
“Cobramos o fornecimento urgente de medicamentos e equipamentos para os hospitais públicos de Barra do Garças, município que tem atendido os Xavantes e instalação de barreiras sanitárias nas terras indígenas. Também reforçamos a cobrança pela construção do hospital de campanha na região”, disse a deputada federal Professora Rosa Neide (PT) sobre a reunião.

O secretário-chefe da Casa Civil de Mato Grosso, Mauro Carvalho, reconheceu a necessidade de construção das barreiras sanitárias nas aldeias e apontou outro problema: falta de profissionais. “Nosso maior problema hoje são equipes. Falta de material humano para trabalhar. 30% dos trabalhadores de saúde estão contaminados e foram afastados. O Estado precisa contratar 750 profissionais de saúde, mas estamos com dificuldade”, revelou.

Encaminhamentos
Coordenadora da Frente Parlamentar, a deputada federal Joênia Wapichana (Rede/RR) fez os encaminhamentos da reunião. Ela reafirmou a necessidade de construção de uma Força Tarefa para construir barreiras sanitárias nas nove terras indígenas da região; a construção urgente do Hospital de Campanha específico para os indígenas; a melhoria da estrutura dos hospitais da cidade de Barra do Garças, a realização de campanha de orientação aos xavantes na língua deles; oferta de segurança alimentar urgente para os xavantes não se deslocarem para as cidades para comprar alimentos; a disponibilização de EPIS; a realização de testagem nas terras indígenas.

 
Com informações da Assessoria

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet