Cuiabá, sábado, 22/06/2024
05:11:51
informe o texto

Notícias / Polícia

20/11/2023 às 16:03

CONFUSÃO E GRITARIA

Vídeo | Apresentação da Carreta Tsunami termina em briga generalizada entre funcionários e moradores

Integrante alega que um morador embriagado teria começado as agressões

Eloany Nascimento

<Font color=Orange> Vídeo </font color> | Apresentação da Carreta Tsunami termina em briga generalizada entre funcionários e moradores

Foto: reprodução

O que era para ser uma noite de diversão acabou terminando em uma briga generalizada entre funcionários da Carreta Tsunami e moradores do bairro Dom Aquino na noite desse domingo (19), em Cuiabá. Um vídeo da confusão repercutiu nas redes sociais nesta segunda (20).

O trabalho da empresa Carreta Tsunami oferece serviços de diversão a crianças em bairros da Capital. Os funcionários se fantasiam de vários personagens e passam nas ruas dançando e chamando os pequenos para passear no veículo, muito conhecido pela população como “trenzinho da alegria”.

Nas imagens é possível ver o momento em que duas mulheres caem no soco e acabam caindo no chão. Ao redor delas, um grupo com vários homens começam a brigar com tapas e chutes. Um dos membros do grupo vestido de Kiko tentou apartar a briga, mas também foi agredido. Além disso, é possível ver na gravação várias crianças no local.

No perfil oficial da empresa, uma das integrantes do grupo gravou uma sequência de stories relatando o que teria acarretado a confusão. Segundo ela, a briga começou quando um homem que estava muito embriagado se recusou a sair da carreta durante as apresentações da equipe. 

A mulher conta ainda que o pai dela, que também faz parte da Tsunami, foi empurrado pelo homem alcoolizado momentos antes da briga. Na sequência dos relatos, ela mostra um ferimento no supercílio causado pelas agressões e alega que vários homens teriam agredido ela, enquanto ela estava em luta corporal com outra mulher.

“Eles vieram até nós totalmente embriagados e agrediram nossos funcionários, pedimos desculpas pelo mal entendido e espero que entendam que estávamos lá para trabalhar, e infelizmente algumas pessoas não entendem isso”, escreveu em uma publicação do vídeo.

O Leiagora entrou em contato com a Polícia Militar que informou não ter nenhum registro de ocorrência sobre o ocorrido.

   
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet