Cuiabá, domingo, 25/02/2024
11:45:28
informe o texto

Notícias / Política

07/12/2023 às 08:30

SEM EXPECTATIVA

Garcia afirma que pasta da saúde enfrentará novo colapso se retornar para Emanuel

Para além da pasta da saúde, o secretário afirma que Emanuel tem sido irresponsável com a própria prefeitura

Da Redação - Luíza Vieira / Da Reportagem Local - Paulo Henrique Fanaia

Garcia afirma que pasta da saúde enfrentará novo colapso se retornar para Emanuel

Foto: Mayke Toscano/Secom-MT

Sob a afirmação de incompetência e irresponsabilidade da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) sobre Cuiabá, o secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, afirmou em coletiva de imprensa realizada nessa quarta-feira (6) que, de fato, a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá deverá colapsar com o fim da intervenção estadual.

“É uma verdade, né? [...] Aquilo que nós já dizíamos há muito tempo, que o Emanuel Pinheiro tinha uma gestão incompetente, recheada de casos de corrupção, irresponsável com a cidade e que a cidade em Cuiabá estava tomada por buracos e dívidas, isso está vindo à tona, inclusive pela própria equipe do prefeito Emanuel Pinheiro. Portanto, é uma infelicidade, uma tristeza. Realmente passou da hora do prefeito Emanuel Pinheiro deixar de maltratar a cidade de Cuiabá e os cuiabanos”, disse.

A declaração foi feita depois que o próprio secretário da pasta municipal admitir que a secretaria municipal não tem condições de manter o ritmo de trabalho protagonizado pelo Gabinete de Intervenção, e que com o retorno da secretaria para as mãos da prefeitura é, sim, possível que a pasta passe por novos transtornos.

Quanto ao questionamento de que não somente o staff do prefeito, mas como também vereadores de base estejam identificando problemas na gestão do emedebista, Garcia analisa que o prefeito tem destruído a cidade como um todo.

“Eu não posso falar pela equipe, pela base do prefeito, eu posso falar o que acontece em Cuiabá. Hoje nós temos uma cidade abandonada, uma cidade esburacada, com a máquina pública sucateada e endividada. Isso toda a sociedade cuiabana percebe. Com um prefeito absolutamente ausente da cidade. Emanuel quebrou a cidade de Cuiabá e sumiu. Isso é uma grande irresponsabilidade com cada cuiabano”, considerou.

A intervenção estadual acaba no dia 31 de dezembro deste ano conforme determinado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet