Cuiabá, terça-feira, 18/06/2024
06:01:06
informe o texto

Notícias / Geral

24/05/2024 às 15:03

PRODUÇÃO

Indústrias de calcário investem em sustentabilidade

Usinas de geração de energia solar já estão em 30% das empresas, aponta Sinecal; avanços são comemorados no Dia Nacional do Calcário Agrícola

Leiagora

Indústrias de calcário investem em sustentabilidade

Foto: Reprodução

A Indústria de Mineração, além de essencial na vida de todos nós, também pode ser sinônimo de sustentabilidade. Em Mato Grosso, o setor vem ampliando os investimentos em tecnologias e boas práticas ambientais. No segmento de Calcário Agrícola, a implantação de usinas de energia solar está em expansão. Sete plantas industriais já contam com produção própria do insumo, gerando energia suficiente para atender o equivalente ao consumo de 2 mil casas.

O Sindicato das Indústrias de Extração de Calcário de Mato Grosso (Sinecal) aponta para uma capacidade instalada de geração de 10 megawatts, com 28 mil placas fotovoltaicas numa área total de 130 mil metros quadrados. Os investimentos realizados pelas indústrias que já contam com essa tecnologia (cerca de 1/3 das associadas à entidade) perfazem o montante de R$ 40 milhões.

Renovável, a energia solar é uma fonte de energia limpa e projeta Mato Grosso como o 5º maior Estado no ranking nacional de potência instalada. O parque solar mato-grossense corresponde a 1,7 mil megawatts, 6,1% da geração distribuída no país, conforme dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) e Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).O panorama revela a acelerada evolução da energia fotovoltaica no Brasil. Hoje, tem a segunda maior contribuição à matriz energética nacional (18%), atrás somente da fonte hídrica. E, no que depender do setor industrial como um todo e da mineração de calcário, em específico, ainda há muito a crescer, destaca a presidente do Sinecal, Kassie Regina Riedi Queiroz.

“Temos em Mato Grosso, especialmente, a vantagem natural – alta incidência solar – e a atratividade mercadológica e ambiental que formam o contexto ideal para que mais plantas industriais tenham esse suporte energético. No plano dos negócios, temos a perspectiva de redução nos custos futuros de produção, a longo prazo, ao passo que o benefício ambiental já é usufruído por toda a sociedade”, destaca.

Conforme balanço divulgado pela Absolar e Aneel, atualizado em meados de abril, mais de 47 milhões de toneladas de gás carbônico (CO2) deixaram de ser emitidas na atmosfera, no Brasil, graças à geração e uso da energia fotovoltaica.

Dia Nacional do Calcário Agrícola – Insumo que aumenta a produtividade em solos ácidos, proporcionando uma maior produção agrícola, sem aumentar, necessariamente, a área plantada. O calcário tem sua relevância reconhecida por estudos científicos, pela vivência prática de produtores rurais e por meio de uma data especial no calendário Agro: 24 de maio.

O calcário corrige a acidez do solo, aumentando a disponibilidade de nutrientes para as plantas, sejam na soja, milho, arroz, algodão, cana-de açúcar ou pastagem, entre outras culturas.

 
Da assessoria
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet