Cuiabá, terça-feira, 17/09/2019
13:15:01
informe o texto

Notícias / Agro e Economia

22/05/2019 às 16:19

Em menos de 2 meses: conta de energia dos mato-grossenses sobe mais uma vez

o último aumento, em 8 de abril, a tarifa teve um reajuste de 11,29%, ou seja três vezes mais acima da inflação que fechou 2018 com alta de 3,75%

Fernanda Leite

Em menos de 2 meses: conta de energia dos mato-grossenses sobe mais uma vez

Foto: Reprodução internet

A conta de energia elétrica dos mato-grossenses terá o segundo reajuste em menos de 2 meses.  Isso porque, Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou o reajuste das bandeiras tarifárias que passa a valer a partir de 1º de junho. O primeiro aumento ocorreu no último dia 8 de abril.

Leia mais: A partir do dia 8, mato-grossenses irão pagar mais caro na conta de energia

A bandeira amarela passa a R$ 1,50 a cada 100 kWh, já a bandeira vermelha no patamar 1 custará R$ 4,00 a cada 100 kWh, e no patamar 2, R$ 6,00 a cada 100 kWh. A alteração foi motivada, segundo a Aneel, pelo déficit hídrico do ano passado, que reposicionou a escala de valores das bandeiras.

No último aumento, em 8 de abril, a tarifa teve um reajuste de 11,29%, ou seja três vezes mais acima da inflação que fechou 2018 com alta de 3,75% - com base no índice Nacional  de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

O funcionamento das bandeiras tarifárias funciona assim; as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

Em Mato Grosso, são 1,4 milhão de unidades consumidoras de energia.

Outro lado 

A Energisa informa que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) determinou ontem, 21 de maio, a alteração do valor das bandeiras tarifárias em todos os estados do Brasil. A partir de 1º de junho, os valores pagos nas bandeiras tarifárias passam de R$ 1,00 para R$ 1,50 a cada 100 kWh na bandeira amarela; de R$ 3,00 para R$ 4,00 a cada 100 kWh na vermelha patamar 1 e de R$ 5,00 para R$ 6,00 a cada 100 kWh na vermelha patamar 2. 

Em vigor desde 2015, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo da energia gerada em todo o Brasil. Isso permite que os consumidores controlem o consumo quando a energia está mais cara.

A Energisa esclarece o valor da bandeira tarifária vem discriminado na fatura de luz de todas as distribuidoras, o que permite que o cliente acompanhe o seu custo com a bandeira tarifária mensalmente.
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Você está satisfeito (a) com a gestão do governador Mauro Mendes?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet