Cuiabá, terça-feira, 16/07/2019
13:14:22
informe o texto

Notícias / Judiciário

19/06/2019 às 14:42

Juiz substitui bloqueio de 11 bens por um único imóvel de ex-secretário

O magistrado deferiu o pedido de José Esteves para substituir o bloqueio de 11 bens por uma mansão no Jardim das Américas

Maisa Martinelli

Juiz substitui bloqueio de 11 bens por um único imóvel de ex-secretário

Foto: Câmara

O ex-secretário da Casa Civil e do Meio Ambiente, José Esteves de Lacerda Filho, poderá substituir dois veículos e nove imóveis, objetos de um bloqueio de R$14 milhões por uma propriedade localizada no bairro Jardim das Américas, em Cuiabá. A autorização foi concedida pelo juiz Bruno D’Oliveira Marques, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular.

José Esteves é alvo da Operação Seven, por suposto envolvimento em um esquema de desvios de recursos públicos. O magistrado se posicionou a favor do pedido do ex-secretário.

“Defiro o pedido formulado por José Esteves de Lacerda Filho, determinando seja mantida a indisponibilidade sobre o bem imóvel de matrícula n.º 60.808, localizado na Rua Montevideo, nº 365, bairro Jardim das Américas, Cuiabá/MT”, diz parte da decisão do juiz.

Marques ainda determinou o levantamento das matrículas dos nove bens de José Esteves. “Proceda-se, ainda, o levantamento da indisponibilidade das matriculas dos imóveis : 11181, 14434, 15031, 15032, 15033, 22226, 89679, 89678 e 89572, conforme Relatório de Indisponibilidade da Central Nacional de Indisponibilidade de Bens acostado no Id. 9614251 – 25/08/2017.”

Operação Seven

A Operação Seven foi deflagrada pelo Gaeco em 2016 para investigar suposta organização criminosa responsável por desviar o montante de R$7 milhões aos cofres públicos, referente à desapropriação de uma área de 727,9 hectares localizada no Manso, próximo à capital. O terreno teria sido adquirido para ser integrado ao Parque Estadual Águas da Cabeceira de Cuiabá.

Saiba mais: Juíza se declara suspeita para julgar réus da Operação Seven

Além de José Esteves, também respondem a ação civil pública: o ex-governador Silval Barbosa; Marcos Amorim da Silva, José de Jesus Nunes Cordeiro, João Celestino Correa da Costa Neto, Flinto Correa da Costa, Cláudio Takayuki Shida, Francisco Gomes de Andrade Lima Filho (o Chico Lima), Filinto Corra da Costa Júnior, Antônia Magna Batista da Rocha, Wilson Gambogi Pinheiro Taques, Marcel de Cursi, José Esteves de Lacerda Filho, Arnaldo Alves de Souza Filho, Roberto Peregrino Morales, Pedro Nadaf e Francisval Akerley da Costa.

Todos eles tiveram bens indisponibilizados.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Enquete

Qual seu posicionamento em relação a Reforma da Previdência?

Você deve selecionar uma opção
+enquetes
 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet