Cuiabá, quarta-feira, 15/07/2020
01:14:44
informe o texto

Notícias / Política

28/05/2020 às 17:27

Mendes se irrita com desabilitação de leitos e diz que não dá pra levar Pinheiro a sério

O prefeito de Cuiabá teria anunciado a desabilitação de pelo menos 40 leitos em Cuiabá para atendimento de pacientes da Covid-19

Alline Marques

Mendes se irrita com desabilitação de leitos e diz que não dá pra levar Pinheiro a sério

Foto: Mayke Toscano - Secom/MT

O governador Mauro Mendes (DEM) demonstrou irritação com a desabilitação de 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por parte da Prefeitura de Cuiabá, que seriam utilizados para a internação de pacientes para a covid-19. Durante cerimônia de lançamento de casas populares, o democrata aproveitou para falar também o governo irá entregar mais 30 leitos novos para a baixada cuiabana, como forma de amenizar a situação. 

Mendes disse ainda que o prefeito Emanuel Pinheiro não pode ser levado a sério. Isto porque teria assinado um documento enviado ao Ministério da Saúde informando iria liberar leitos no Hospital Municipal de Cuiabá, São Beneditos e antigo pronto-socorro para atender pacientes com coronavírus, mas acabou voltando atrás em pelo menos 40 UTI’s. 

“Não dá para levar a sério um prefeito que escreve uma coisa e fala outra, eles escreveram, assinaram e enviaram para o Ministério da Saúde que iria habilitar todos leitos do novo pronto-socorro para covid, todos os hospitais, São Benedito, antigo pronto-socorro, recebeu dinheiro e agora desabilita. Eu desafio ele mostrar o que importa, debate de números de verdade, de trololó. No momento que pessoas estão morrendo ele desabilita 40 leitos”, desabafou Mendes, em entrevista coletiva. 

O chefe do Executivo estadual disse ainda para que a imprensa procure os órgãos responsáveis como os Ministérios Público Estadual e Federal e verifique as informações. Ele informou ainda que a prefeitura encaminhou um documento ao governo informando sobre a desabilitação, e nesta manhã, em conjunto com o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, tomaram a decisão de entregar mais 30 leitos no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, para atender a baixada cuiabana. 

O governador disse ainda que espera o relatório da Prefeitura de Cuiabá sobre as medidas adotadas para o combate ao coronavírus e os leitos para a covid-19. Ele lembrou ainda do desafio lançado pelo secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, em que propôs ao prefeito mostrar quantos leitos novos ele fez para a capital. 

Outro lado 

A reportagem procurou a assessoria da Prefeitura para comentar o assunto, mas a informação é de que devem se manifestar por meio de nota, porém, até o fechamento da reportagem ainda não havia sido enviada. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet