Cuiabá, segunda-feira, 21/09/2020
23:43:05
informe o texto

Notícias / Geral

15/09/2020 às 20:18

Professores fazem carreata e cobram do governo cumprimento dos reajustes e a RGA

As reivindicações já pautam a categoria desde o início da gestão, levando à greve de 2019.

Maria Clara Cabral

Professores fazem carreata e cobram do governo cumprimento dos reajustes e a RGA

Foto: Celso Meirelles / Playagora

Professores da rede pública estadual saíram em carreata nesta terça-feira (15) em pressão ao governo Mauro Mendes (DEM) para cumprimento de diretos da categoria, como a Lei 510/2013, que prevê os reajustes salariais acordados ainda em 2013, e a Revisão Geral Anual (RGA). As reivindicações já pautam a categoria desde o início da gestão, levando à greve de 2019.

A categoria ainda protestou contra a possibilidade de retorno das aulas presenciais no Estado e denunciou sobrecarga do expediente remoto.

“Qualquer retomada das atividades escolares é um risco para nossas crianças. Entendemos que é necessário manter a interação com estudantes, sim. Mas não como a Seduc vem tratado o retorno das aulas, excluindo os estudantes das discussões”, disse o presidente Valdeir Pereira.

Conforma o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep), participaram do ato cerca de 300 veículos com trabalhadores da baixada cuiabana, em municípios como Jaciara e Primavera do Leste, além de Cuiabá e Várzea Grande.

Com concentração às 8h, na praça Ulisses Guimarães, a carreata seguiu pelo Centro Político Administrativo, passando pela Assembleia Legislativa, Palácio Paiaguás e Secretaria do Estado de Educação (Seduc).

Outra paralização, desta vez nacional, está programada para o dia 30, contra a Reforma Administrativa do presidente Jair Bolsonaro, que está no Congresso Nacional.

“Destrói o serviço público instituindo políticas comuns ao período anterior à constituição de 1988, as quais defende Mauro Mendes e seu grupo político em Mato Grosso”.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet