Cuiabá, quinta-feira, 30/05/2024
05:41:28
informe o texto

Notícias / Entrevista

04/03/2024 às 14:03

MÚSICA REGIONAL

Conheça a história da banda cuiabana Sambaxé, fundada há quase 30 anos

A entrevista do quadro “A História por Trás do Artista” desta semana é com o vocalista do Sambaxé, Thiago Ferreira

Gabriella Arantes

Conheça a história da banda cuiabana Sambaxé, fundada há quase 30 anos

Foto: Divulgação

A amizade e o amor pela música uniram jovens cuiabanos há 30 anos. Era a formação da banda de pagode romântico Sambaxé, que deixou uma marca duradoura no coração dos amantes do gênero regional.

A entrevista do quadro “A História por Trás do Artista” desta semana é com o vocalista do Sambaxé, Thiago Ferreira, à frente do grupo desde sua fundação.

A banda surgiu em 1994 com cinco componentes, todos amigos que moravam nos bairros Dom Aquino e Poção, em Cuiabá. Naquela época, a música era apenas uma diversão.

“Nós fomos para o Colégio Salesiano São Gonçalo e começamos a tocar nos intervalos das aulas, alguns componentes estudavam lá. Depois a coisa foi tomando outro formato e crescendo. Começamos a fazer algumas participações na TV e rádio”, contou Thiago.

Ao todo, o grupo tem quatro CDs gravados, com vários sucessos como “Um Beijo Então Sorri”, “Um Lance Pra Durar” e “Tempo de Amar”.

Em 2022, a banda gravou o primeiro DVD batizado como “Sambaxé para o Brasil”. O hit do projeto foi a música “Casinha”, que já conta com mais de 530 mil visualizações noYouTube.

Confira a entrevista completa:


Entretê - Como surgiu o Sambaxé? Quando foi fundado?

Thiago - O Sambaxé começou em 1994, na Rua São Cristóvão, no Bairro Poção e no Bairro Dom Aquino. Na época nós tínhamos de 12 a 14 anos cada um e nós nos reunimos para tocar em alguns eventos. Nós fomos para o Colégio Salesiano São Gonçalo e começamos a tocar nos intervalos das aulas, alguns componentes estudavam lá. Depois a coisa foi tomando outro formato e crescendo. Começamos a fazer algumas participações na TV, rádio e em 1998 gravamos a primeira música “Um Beijo Então Sorri”. Em seguida gravamos a música “Tempo de Amar” e em 29 de novembro de 1999 lançamos o nosso primeiro CD, que foi gravado no ginásio da UFMT.

Entretê - No começo o grupo contava com mais integrantes?

Thiago - Nós começamos com cinco componentes e em 2001 quando gravamos o CD “Samba Bossa Pop” já estávamos em três a formação. Os antigos integrantes continuaram na música, como o Raul Fortes e o Everson que era o baterista, continuou tocando e depois fez algumas participações conosco.

Entretê - Por um tempo o Sambaxé deu uma pausa nos shows. Por qual motivo?

Thiago - Na verdade a gente nunca parou. Isso foi uma situação que colocaram na época, que a gente tinha parado e que tinha dado tempo. A gente só diminuiu o fluxo, mas nunca paramos. Diminuímos o ritmo em relação a quantidade de shows, apresentações, entrevistas e tudo mais. Em 2017 voltamos com mais força e em 2019 gravamos nosso pocket show, na Fábrica do Som. Depois fizemos um show de 25 anos de Sambaxé lá na Musiva e chegou a pandemia. Começamos a fazer lives e foi um sucesso também Graças a Deus. Em 2022 nós gravamos o nosso primeiro DVD que é o “Sambaxé para o Brasil”.



Entretê - Como foi lançar o primeiro DVD do Sambaxé?

Thiago - Em 2022 nós gravamos o nosso primeiro DVD que é o “Sambaxé para o Brasil”. Ele foi gravado aqui em Cuiabá no Parque das Águas. Gravamos com músicos de fora e fizemos parceria com o artista Johnny Everson. O projeto foi uma parceria com o Governo do Estado e Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer. Nesse disco nós contamos com 15 músicas, com duas regravações e cinco músicas inéditas. O objetivo desse DVD era realmente divulgar a nossa música em todo o Brasil. A gente fez algumas divulgações em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e outras 40 cidades polo do país. A música carro chefe dele foi “Casinha” que foi um estouro e já está com mais de 600 mil visualizações no YouTube e Spotify.

Entretê - Qual é o principal repertório da banda durante os shows?

Thiago - O nosso repertório é um romântico dançante. A gente sempre optou pela música romântica, só que com o passar do tempo fomos aumentando o nosso repertório. Hoje em dia o nosso show tem samba, pagode, MPB, pop rock, sertanejo e até axé. A gente tem um bloco que nós fazemos apenas axé music. Está bem eclética a nossa apresentação.

Entretê - O grupo têm planos futuros? Quais?

Thiago - O nosso projeto agora é fazer um evento especial em comemoração aos 30 anos do Sambaxé. Nós queremos fazer um registro disso para posteriormente divulgar toda a nossa história e fazer um documentário para mostrar tudo o que a gente viveu.

Entretê - Como anda a agenda de show de vocês?

Thiago - A gente deu uma pausa agora mas já estamos retomando de novo o nosso trabalho. Até por causa desse projeto do Sambaxé 30 anos. Então a gente vai fazer a gravação e depois disso retomamos a agenda de shows.

Entretê - Como você avalia a cena do pagode e samba locais?

Thiago - O cenário local hoje é muito favorável. Bandas boas se apresentando e fazendo um belíssimo trabalho. Tem o Sedusamba, Turma do Bill, grupo Tô Te Querendo, Trio Maravilha, cantor Douglas Henrique, o Léuo e muito mais. Estou te relatando vários artistas que estão fazendo um grande trabalho. E eu acredito que todos tem tido público sim. Quando a gente começou os estilos de eventos eram diferentes. Nós fazíamos shows em estádios e escolas. Não tinha muito eventos em bares.

Entretê - Agora conte um pouco mais sobre você, como é ser o vocalista do Sambaxé? Está desde o começo? Sempre sonhou em ser músico?

Thiago - Eu venho de uma família de músicos. Meu pai tinha uma banda chamada “Grupo Axé” e eu comecei a tocar com ele. Na época eu tocava cavaquinho na banda e depois eu sai com 14 anos para montar o Sambaxé. A gente montou o Sambaxé em homenagem ao Grupo Axé. Então a minha história na música é essa. Eu comecei tocando violão no sertanejo, depois fui para o pagode e estou até hoje. Para mim é uma grande satisfação, sou vocalista do Sambaxé desde o começo. Sou compositor também e produtor, eu produzi a maioria dos discos do grupo. E sempre estive na linha de frente da banda.
Clique AQUIentre no grupo de WhatsApp do Entretê e receba notícias de Cultura e programações artísticas.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet