Cuiabá, segunda-feira, 26/07/2021
11:46:00
informe o texto

Notícias / Política

20/07/2021 às 17:34

Cuiabá irá manter aulas remotas no segundo semestre

A decisão de não retornar com as aulas presenciais foi tomada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) com base no leve crescimento no número de casos de covid-19

Kamila Arruda

Cuiabá irá manter aulas remotas no segundo semestre

Foto: Reprodução / Instagram

As aulas da rede pública municipal em Cuiabá seguirão no sistema remoto até 2022. A decisão de não retornar com as aulas presenciais foi tomada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) com base no leve crescimento do número de casos de covid-19 na capital, associado à ameaça de uma nova variante do vírus oriunda de delegações da Copa América. 

Para o emedebista, o retorno só será possível após a vacinação de todos os profissionais da educação com as duas doses. “Só entendo possível a retomada das aulas da rede municipal de ensino depois que todos os profissionais da educação estiverem vacinados, inclusive respeitando o prazo mínimo de 15 dias após a segunda dose. Voltar às aulas agora é altamente temerário”, disse o chefe do Executivo Municipal ao ressaltar que a vacinação dos professores e demais servidores do ramo está adiantada em Cuiabá.

De acordo com o gestor, sua decisão visa preservar todos os servidores e alunos. “Nós não podemos brincar, e a educação tem que ser olhada de forma diferenciada. A educação são profissionais que trabalham em uma unidade que se aglomeram todos os dias. E com isso pode-se se colocar em risco a saúde dos próprios profissionais e das crianças”, completou.

Emanuel ainda ressalta que pretende elaborar um plano estratégico para suprir a deficiência do ensino de todo o período sem aula presencial. 

“Já esperamos até agora. Foi um ano e meio de aulas remotas. Não é o ideal mas fizemos de tudo para manter o ensino e a aprendizagem ao alcance dos 54 mil alunos da rede pública. Depois nós podemos recompor isso, podemos criar mecanismos para não causar nenhum prejuízo maior”, finalizou.

Emanuel já encaminhuou à Câmara de Cuiabá o Projeto de Lei que condiciona a volta às aulas à imunização dos professores.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet