Cuiabá, sexta-feira, 14/05/2021
02:44:11
informe o texto

Notícias / Judiciário

25/07/2019 às 16:46

Chefe do MP abre 9 inquéritos para apurar suposta participação de promotores na 'Grampolândia Pantaneira'

As investigações objetos desses nove procedimentos investigatórios são de caráter preliminar, ou seja, servirão para avaliar o mínimo de procedência das acusações feitas pelos réus militares nos reinterrogatórios

Leiagora

Chefe do MP abre 9 inquéritos para apurar suposta participação de promotores na 'Grampolândia Pantaneira'

Foto: Assessoria

O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira designou o promotor de Justiça Amarildo César Fachone para atuar em conjunto com o coordenador do Núcleo de Ações de Competência Ordinária – Naco Criminal, procurador Domingos Sávio de Barros Arruda em nove (9) procedimentos investigatórios instaurados pelo Ministério Público de Mato Grosso com base nos depoimentos dos militares coronel Zaqueu Barbosa, coronel Evandro Alexandre Lesco e o cabo Gerson Corrêa Júnior em seus reinterrogatórios nos dias 16 de 17 de julho perante a 11ª Vara Criminal, em que fazem referência a supostas irregularidades que teriam sido praticadas por membros do Ministério Público.

“A medida visa a dar maior celeridade às investigações e, com isso dar uma resposta rápida à sociedade”, afirmou o procurador-geral.

As investigações objetos desses nove procedimentos investigatórios são de caráter preliminar, ou seja, servirão para avaliar o mínimo de procedência das acusações feitas pelos réus militares nos reinterrogatórios na 11ª Vara Criminal.

O procurador-geral José Antônio Borges Pereira destacou que “as acusações, em sua grande maioria, foram feitas sem o mínimo de provas, porém, ainda assim serão apuradas e, caso tenham procedência as investigações deverão ser aprofundadas para melhor esclarecimento dos fatos”.

O coordenador do Naco Criminal, procurador Domingos Sávio de Barros Arruda já requisitou a íntegra dos interrogatórios ao juiz da 11ª Vara Criminal, Marcos Faleiros, e eles deverão instruir cada um dos procedimentos investigatórios, sem prejuízo de outras diligências que venham a ser feitas sobre o assunto.

“Amarildo Fachone é um promotor com grande experiência e conhecimento na área criminal e, com certeza contribuirá muito com esse trabalho”, concluiu o procurador José Antônio Borges Pereira.
Direto da assessoria 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet