Cuiabá, domingo, 15/12/2019
04:18:11
informe o texto

Notícias / Política

16/10/2019 às 07:46

AL define nesta quarta membros da CPI que irá investigar Energisa

O propósito da CPI será investigar as quase 15 mil reclamações de uma petição on-line, quanto a um aumento abusivo nas contas de energia e outros

Fernanda Leite

AL define nesta quarta membros da CPI que irá investigar Energisa

Foto: Assessoria

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Energisa criada para investigar reclamações quanto aos valores cobrados na  tarifa de  energia elétrica, uma dívida de R$ 800 milhões em ICMS, além da prestação de serviço aos consumidores, terá seus membros indicados nesta quarta-feira (16).

Leia mais: CPI vai investigar sonegação de R$ 800 milhões da Energisa

Pelo regimento interno do parlamento, quem apresenta o requerimento e colhe as assinaturas para abrir a Comissão é quem deve presidi-la. No caso, o deputado Elizeu Nascimento (DC) é quem vai comandar as investigações.

Segundo ele, os blocos já começaram a apresentar nomes. O bloco independente encabeçado pelo deputado Dr. Eugênio indicou Oscar Bezerra (PV). “Faltam três nomes do bloco do governo. Ventilam os nomes dos deputados Thiago Silva (MDB) e Dilmar Dal’Bosco (DEM). Oscar futuramente será substituído por Faissal Kallil (PV), já que está como suplente”, explicou.

O bloco governista Assembleia Unida e Forte, sob a liderança de Dilmar Dal Bosco (DEM), deve indicar os nomes de Paulo Araújo (PP), Thiago Silva (MDB) ou o próprio Dilmar.
 
A relatoria da Comissão será votada entre os 5 membros. A tendência é que o bloco governista emplaque a vaga por ter a maioria dos membros.
 
A sessão que instala a CPI deve ocorrer até a quinta-feira (17).
 
O propósito da CPI será  investigar as quase 15 mil reclamações de uma petição on-line, quanto a um aumento abusivo nas contas de energia, redução de funcionários,  má prestação dos serviços aos concessionados também deve ser investigada.
 
No Procon Estadual,  a Energisa está entre os líderes de reclamações e fechou o mês de maio com 576 registros de reclamações. Em relação à energia, o problema mais frequente é “cobrança indevida/abusiva”, com 493 reclamações.
 
 

Vídeo Relacionado

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet